Salvador

Carros andam na contramão e em cima da calçada para fugir de protesto no Iguatemi

Viaturas da Transalvador desviam o tráfego e vão isolar áreas e fiscalizar bloqueios irregulares de vias

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Uma manifestação contra a prisão do ex-presidente Lula, que acontece na tarde desta quarta-feira (11), deixa o trânsito completamente travado na região do Iguatemi. Quem trafega na área não consegue seguir no sentido Paralela. Já quem vai em direção ao Rio Vermelho só consegue trafegar se for pela via marginal da ACM.  O CORREIO flagrou veículos na contramão e outros trafegando em cima do passeio da calçada do Shopping da Bahia, para escapar do trânsito.

Foto: Carol Aquino/CORREIO
Para minimizar os impactos no trânsito, a Transalvador definiu estratégias em torno do Shopping da Bahia e da Av. Caribé, que liga Lauro de Freitas à capital. Viaturas escaladas para atuar de modo preventivo e emergencial já estão posicionadas para desviar o tráfego, isolar áreas e fiscalizar bloqueios irregulares de vias realizados propositalmente por manifestantes.

Além dessas medidas, mensagens de alerta à população também serão divulgadas através da imprensa e de notificações destinadas aos usuários do aplicativo NOA Cidadão, a fim de que as pessoas evitem, caso possível, trafegar nas áreas afetadas.

Foto: Carol Aquino/CORREIO
"Estamos monitorando durante toda a semana, através da imprensa e das redes sociais, as possibilidades de manifestação. E trabalhamos para minimizar os impactos desses eventos, que acabam por prejudicar a rotina e o direito constitucional de ir e vir de milhares de pessoas", afirmou o superintendente Fabrizzio Muller.

Foto: Leitor CORREIO
A Transalvador ressalta ainda que o artigo 253 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que o uso proposital de veículos para interromper, restringir ou perturbar a circulação na via é infração gravíssima. A multa pode alcançar R$ 5.869,40, e o motorista tem suspenso o direito de dirigir por 12 meses, além de ter o veículo apreendido. A medida administrativa é de recolhimento do documento de habilitação e remoção do veículo.