Salvador

Castelo Branco e outro bairro de Salvador sofrerão medidas restritivas

Ações tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus em Salvador

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


O prefeito ACM Neto anunciou na manhã desta quarta-feira (15) que as medidas de proteção à vida para combater a disseminação do coronavírus serão implantadas em Castelo Branco e Águas Claras a partir da próxima sexta-feira (17). Juntos, os dois bairros registraram quase 900 casos desde o início da pandemia.

O gestor municipal informou também que irá prorrogar as medidas, pelo menos por mais sete dias, em Fazenda Coutos, Coutos, Liberdade e Nordeste de Amaralina. Os trabalhos foram concluídos no Cabula 6, Resgate, Beiru/Tancredo Neves, São Cristóvão, centro, Pernambués e Saramandaia.

Nesses locais, os comércios formais e informais devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. A exceção é para as atividades essenciais, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

Já as ações de proteção à vida consistem na distribuição de cestas básicas para trabalhadores informais e de máscaras de proteção para a comunidade, além de realização de testes rápidos para detecção do coronavírus, medição de temperatura, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e Cras Itinerante.