Salvador

Cinco academias são interditadas em bairros de Salvador

Só duas das academias visitadas estavam regulares

Redação Correio
- Atualizada em
Cinco academias foram interditados pela Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo (Sucom) nesta terça-feira (3) em operação para fiscalizar a regularidade e condições físicas dos estabelecimentos. Também foram avaliados a qualidade dos equipamentos e utilização sonora das academias.

A operação, batizada de Apollo II, contou com o apoio da Delegacia do Consumidor (Decon), Procon-BA e Conselho Regional de Educação Física (Cref). Além das cinco interdições, foram emitidos sete autos de infração e 15 notificações para regularização de pendências identificadas.

Foram interditadas as academias Halteres, em Luiz Anselmo, Duplo Impacto, em Cosme de Farias, Físico Salutti e "do André", ambas do Pau Miúdo, e Pro Fitness, em São Gonçalo. Houve interdição parcial das academias W. Fitness e Megh Fitness, em Matatu de Brotas, por apresentarem riscos aos usuários. Já na Jump Way, no Chame-Chame, além de aparelhos, a sala de ginástica e o acesso à piscina também foram interditados.

Quarenta agentes participaram da ação. Foram vistoriadas academias em Matatu de Brotas, Luiz Anselmo,  Chame-Chame, Cosme de Farias, Pau Miúdo, Ondina, São Gonçalo, Pernambués e Fazenda Grande do Retiro. Dos 13 estabelecimentos, somente a Life Fitness, na Fazenda Grande do Retiro, e Vibe Fitness, em Ondina, estavam regularizadas.

No final de outubro, dez academias em Salvador foram vistoriadas pela primeira etapa da operação. Seis estabelecimentos foram interditados na ocasião.


Matéria original Correio 24h:
Cinco academias são interditadas em bairros de Salvador