Salvador

Corpo de advogado vítima de Paulinho Mega é liberado do IML

Corpo aguarda chegada da família para retirá-lo. Demora da liberação aconteceu por conta da dificuldade em reconhecê-lo

Da Redação
Corpo aguarda chegada da família para retirá-lo

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) liberou, na noite desta quarta-feira (29), o corpo do advogado Ricardo Andrade Melo, 37, sequestrado por Paulinho Mega e morto por comparsas em abril. O corpo aguarda no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues a chegada da família para retirá-lo.


A demora em liberar o corpo se deu pela dificuldade em reconhecê-lo. Segundo o IML, a qualidade das amostras de DNA recolhidas influenciou no tempo para que o resultado do exame saísse. O corpo do advogado foi encontrado cerca de quatro meses depois do crime e já estava em estado de gigantismo. O corpo foi confirmado como o de Ricardo ainda no início de setembro.


O suspeito pelo crime, Paulo Roberto Guimarães Filho, o Paulinho Mega, foi preso em São Paulo dias antes e confessou o sequestro.



O Caso
O advogado saiu de casa no dia 29 de abril, seu aniversário, em companhia de Paulinho Mega, que era seu vizinho. O caso foi revelado após uma reportagem da TV Bahia, que mostra imagens dos dois deixando o prédio onde moravam, no Corredor da Vitória.


Segundo o chefe da Coordenadoria de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil, delegado Cleandro Pimenta, Paulinho Mega era estelionatário e sabia como se aproximar das vítimas.


O primeiro contato entre ele e Ricardo ocorreu no píer do prédio, numa conversa informal. “Ele sabia que a vítima gostava de carros e lanchas. Contou que tinha os mesmos gostos e isso facilitou a aproximação”, explica o delegado.


Para sensibilizar a vítima e tornar o contato ainda mais próximo, Mega teria dito ainda que tinha um câncer terminal. O apelido de Mega seria uma derivação de megalomaníaco e foi atribuído a ele ainda na infância.


A família de Ricardo chegou a divulgar um cartaz oferecendo recompensa de R$ 20 mil a quem  pudesse dar informações sobre o paradeiro do advogado.Matéria original: Correio 24h

Corpo de advogado vítima de Paulinho Mega é liberado do IML