Salvador

Corpo de Ananias, da Chapecoense, é velado em Salvador: 'Perda irreparável'

Ananias foi revelado pelo Bahia e jogou durante cinco anos no clube, entre 2007 e 2011. Ele atuava como meio-atacante na Chapecoense

Correio 24h
- Atualizada em

Amigos, familiares e fãs se despedem do jogador Ananias na tarde deste domingo (4), no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. O velório começou por volta das 14h e está previsto para acontecer até às 18h. Em seguida, o corpo do jogador será cremado em uma cerimônia reservada a amigos e familiares. 

Ananias foi revelado pelo Bahia e jogou durante cinco anos no clube, entre 2007 e 2011. Ele atuava como meio-atacante na Chapecoense e morreu no acidente com a aeronave que levava jogadores do time para a Colômbia, na madrugada da última terça-feira (29). 

Durante a despedida do jogador, estiveram presente o jogador Ávine, José Welison, do Vitória, Danilo Rios, o técnico do  time sub-20 do Bahia, Aroldo Moreira, e Newton Mota. O jogador deixa a esposa e um filho de cinco anos. 

Comoção

Marcelo Sant'Ana também esteve presente no velório de Ananias. O presidente do Tricolor disse que tentou trazer o jogador de volta ao Bahia no início do ano. "Conversei com o empresário de Ananias no início do ano sobre a possibilidade dele retornar ao Bahia. Não entramos em um acordo, mas ele nunca deixou de demonstrar seu amor pelo Bahia. É uma perda histórica para o nosso time", afirmou. 

Sant'Ana contou ainda ao CORREIO que chegou a conversar sobre a possibilidade do velório acontecer no Fazendão, mas a família desistiu e pediu apenas uma bandeira ao clube.

Já Danilo Reis lembrou os tempos em que defendeu o Bahia juntamente com Ananias. "Éramos uma família. Todos nós criamos um vínculo tão grande que não sabíamos viver sem o outro. Pegamos a pior fase do Bahia e crescemos muito ali. É uma perda irreparável. Um irmão se foi". 

"Tanta gente ruim para morrer e a gente perde uma alma dessas? Grandioso, de um caráter fantástico. O Vitória tentou trazê-lo naquela transição com Leandro Domingues. Escolheram Domingues, mas sabiam que Ananias era um jogador brilhante que poderia ajudar o clube. Perdemos uma estrela no campo e fora dele", conta Newton Mota.