Salvador

Dois cambistas são presos no terminal São Joaquim do Ferry Boat em menos de 24h

Homem que foi detido nesta sexta (9) já havia sido preso pelos policiais da unidade praticando o mesmo delito

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Dois cambistas foram presos em menos de 24h no terminal são Joaquim do Ferry Boat, em Salvador. Eles comercializavam bilhetes da Internacional Travessias ilegalmente. Um deles foi flagrado às 5h30 desta sexta-feira (9) por uma guarnição da 16ª CIPM e o outro por policiais da Companhia Independente de Policiamento Tático  (CIPT)/ Rondesp BTS no final da manhã de quinta-feira (8).

Após denúncias sobre a prática de cambismo na referida localidade, policiais militares da unidade e de equipes táticas intensificaram as ações ostensivas que resultaram nas prisões.

O homem que foi detido nesta sexta (9) já havia sido preso pelos policiais da unidade praticando o mesmo delito. Ele foi encaminhado para a 5ª Delegacia Territorial. Já o acusado preso na quinta (8) foi apresentado pelos policiais da Rondesp na Central de Flagrantes.

Confira a nota na íntegra da Internacional Travessias, empresa que administra o ferry-boat:

Temos feito um grande esforço de combate a essa prática ilegal que ocorre no Sistema Ferry-Boat e para isso, contamos sempre com o apoio da Polícia Militar, por se tratar de uma prática criminosa, em espaço de livre acesso do público. Desde a quinta-feira 08, a polícia reforçou o contingente no terminal.

A empresa, além de reforçar a fiscalização com maior efetivo de segurança, endureceu ainda mais o controle do bilhete de acesso, que passa a só ter vida útil de uma hora, para o embarque na saída de ferry mais próxima. Já era limitada a venda de um único ticket por pessoa.

Além da fiscalização, temos insistentemente pedido às pessoas que não comprem de cambista. Sem ter quem alimente essa prática, ela deixa de existir. Essa compra feita de forma ilegal prejudica a todos os usuários.