Salvador

Estudante da Ufba morto por cunhado contou motivo de morar sozinho em vídeo: 'Busca da felicidade'

Valdomiro de Lima Santos Filho, 21 anos, foi encontrado esfaqueado na casa onde ele morava sozinho na noite de sábado

Redação Correio 24h
- Atualizada em
O estudante de Matemática na Universidade Federal da Bahia (Ufba), Valdomiro de Lima Santos Filho, 21 anos, morto pelo cunhado no último sábado (6), morava sozinho há cerca de um ano. Em um vídeo publicado no Facebook, o estudante conta que decidiu morar sozinho porque estava "em busca de uma felicidade que não encontrava em grupo".Nas imagens, Valdomiro fala que pretendia ir atrás de um ideal de felicidade. "Eu vou morar sozinho, por exemplo, porque eu acredito que estou partindo em busca de uma felicidade que eu não encontrava em grupo, uma liberdade um pouquinho maior. Poder por em prática tudo aquilo que eu acredito ser ideal de felicidade e impedir que as pessoas colidam com isso, fazendo com que eu me disperse do meu objetivo principal que é justamente a felicidade", diz o estudante no vídeo.Ele morava em uma casa no bairro de Mussurunga II, local onde o crime aconteceu. O estudante foi esfaqueado no peito e no pescoço e não resistiu aos ferimentos. Os autores do crime foram o cunhado da vítima, o biscateiro Carlos Henrique Lima Machado, 21, e, segundo a polícia, contou com a ajuda do irmão, o ambulante Alexandre Lima Jordão da Silva, 18. Os dois foram presos.Em depoimento, Carlos Henrique disse que Valdomiro lhe pagou R$ 3 mil, no início de junho, para que ele matasse seu padrasto, o rodoviário Jorge de Jesus Damasceno, 39. Carlos gastou o dinheiro, mas não cumpriu sua parte no acordo, passando a ser ameaçado por Valdomiro, que exigia a morte de Jorge até ontem. A família, porém, nega esta versão e afirma que Carlos queria roubar a casa de Valdomiro, acreditando que ela estaria vazia, já que o  estudante tinha dito que ia para um show.O irmão de Jorge, Raimundo de Jesus Damasceno, contou que o biscateiro e Valdomiro não tinham uma boa relação e brigavam muito. Há cerca de um ano, o estudante resolveu sair de casa e foi morar sozinho em Mussurunga II, em uma casa que pertencia à mãe, a baiana de acarajé Valdelice Santos, 53. Antes, moravam todos juntos na Vila Canária.O corpo de Valdomiro foi enterrado na manhã de segunda-feira (8), no Bosque da Paz, em meio a um clima de tensão na família. O caso é investigado pela delegada Mariana Ouais, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico). De acordo com a delegada, o padrasto de Valdomiro e outros familiares serão ouvidos nesta terça-feira. 
Correio24horas