Salvador

Ex-deputado agride idoso que tinha dado pauladas em um cachorro; vídeo

Idoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes; ex-parlamentar publicou vídeo das agressões em sua rede social

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O ex-deputado Marcell Moraes agrediu um idoso que havia dado pauladas em um cachorro e publicou um vídeo da ação nas redes sociais. O caso aconteceu nesta quarta-feira (27), na Avenida Jequitaia, na região do Comércio, em Salvador. As informações são do jornal Correio.

Nas imagens, é possível ver que o morador de rua está sentado na calçada enquanto Marcell Moraes diz ofensas e dá tapas contra ele. No momento, o ex-deputado está acompanhado de outro homem. O idoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Estas agressões cometida pelo ex-deputado são em decorrência de outro vídeo que viralizou nas redes sociais, onde o idoso agride um cão à pauladas. O animal tenta escapar, mas continua sendo agredido.

Em nota enviada à imprensa, a polícia civil afirmou que  "ambos foram ouvidos na unidade, que instaurou inquérito para apurar todos os fatos e expediu guia de identificação criminal para o idoso, que não portava documento de identidade". Desde setembro de 2020, a punição para aqueles que cometem agressão contra animais ficou mais dura, com pena de dois a cinco anos de reclusão, além de multa e proibição de guarda.

Após publicar o vídeo, Marcell Moraes recebeu diversas críticas, mas também mensagens de apoio, elogiando as agressões contra o idoso.

Em uma live, o ex-parlamentar rebateu as críticas que recebeu.  "Eu não tenho sangue de barata. Esse sou eu. Quem está criticando é porque não ama os animais. Se um senhor dá 12 pauladas na cabeça de seu filho? A minha é a mesma. O mesmo sentimento que tenho por minha filha tenho pelos animais", disse.

Ele diz ainda que idoso mereceu a agressão.  "Ele não foi agredido por mim. O chute nem pega nele, mas ele mereceu. Chutei e chutaria de novo. Amo bicho. Se vocês não gostam de bicho eu não sei, mas se fosse mãe de vocês?", disse Marcell na live. "O homem bater num mulher, numa cachorra é a mesma coisa. Vou agir assim com emoção quantas vezes for preciso", rebateu Marcell.

De acordo com o CORREIO, o cachorro que foi agredido recebeu o nome de Francisco e foi resgatado por uma Organização Não-Governamental que abriga animais abandonados. O cão será tratado, vacinado e castrado e, em seguida, ficará disponível para adoção.

Veja os vídeos (imagens fortes):