Salvador

Ex-governador Jaques Wagner é alvo de operação da Polícia Federal

Operação apura irregularidades na contratação na reconstrução e gestão da Arena Fonte Nova.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A Polícia Federal realiza buscas no apartamento do ex-governador e atual secretário de Desenvolvimento do Estado da Bahia, Jaques Wagner, localizado no Corredor do Vitória, na manhã desta segunda-feira (26). 

Foto: Divulgação

A ação faz parte da Operação Cartão Vermelho que inclui s sete mandados de busca e apreensão no âmbito da investigação que apura irregularidades na contratação dos serviços de demolição, reconstrução e gestão da Arena Fonte Nova.

De acordo com a investigação, os suspeitos estão envolvidos em  fraude na licitação, superfaturamento, desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo investigação, a obra foi superfaturada em valores que, corrigidos, podem chegar a mais de R$ 450 milhões. 

A licitação que culminou com a Parceria Público Privada (PPP) foi direcionada para beneficiar o consórcio Fonte Nova Participações (FNP), formado pelas empresas Odebrecht e OAS.

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região e estão sendo cumpridos em órgãos públicos, empresas e endereços residenciais dos envolvidos no esquema criminoso. Os mandados têm por objetivo possibilitar a localização e a apreensão de provas complementares dos desvios nas contratações públicas, do pagamento de propinas e da lavagem de dinheiro.

Confira a nota da Odebrecht:
A Odebrecht está colaborando com a Justiça no Brasil e nos países em que atua. Já reconheceu os seus erros, pediu desculpas públicas, assinou um Acordo de Leniência com as autoridades do Brasil, Estados Unidos, Suíça, República Dominicana, Equador, Panamá e Guatemala, e está comprometida a combater e não tolerar a corrupção em quaisquer de suas formas.