Salvador

Filho de sargento da PM tenta matar rival dentro de escola em São Tomé de Paripe

A agressão aconteceu por volta das 11 da manhã, dentro do Colégio João Batista Caribe, local onde a vítima, D.M.C.S, estuda

Mayra Lopes (mayra.lopes@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O filho de um sargento da Polícia Militar tentou matar um rival na manhã desta segunda-feira (2) dentro de um colégio localizado no bairro de São Tomé de Paripe, Subúrbio Ferroviário de Salvador. Segundo informações de Claudenice Mayo, titular da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), os adolescentes, ambos de 15 anos, brigavam há meses.


A agressão aconteceu por volta das 11 da manhã, dentro do Colégio João Batista Caribe, local onde a vítima, D.M.C.S, estuda. O agressor J.C.S, que estudou na instituição anos atrás, usou uma farda antiga para entrar no colégio.


Em depoimento, o jovem confessou o crime e contou que entrou na escola para falar com uma colega. Quando estava conversando com a amiga, a vítima teria se aproximado para iniciar uma nova briga. Foi neste momento que J. puxou o facão e tentou golpear o pescoço da vítima.


Para se defender, D. levantou um dos braços e colocou na frente do próprio pescoço. O golpe no braço foi intenso e deixou a vítima muito ferida. O garoto foi socorrido inicialmente para o Hospital do Subúrbio (HS), mas por conta da gravidade do ferimento acabou sendo transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Seu estado de saúde é desconhecido.


Ao final da briga, populares tentaram linchar o autor, porém uma viatura da PM conseguiu chegar ao local a tempo de evitar a agressão. A delegada contou ainda que os pais do agressor desconheciam a briga dos garotos e que ficaram assustados com a situação. O jovem será encaminhado nesta terça-feira (3) para o Ministério Público.