Salvador

Fortes Santa Maria e São Diogo vão integrar roteiro para visitação com voucher

A casa dos escritores, que virou memorial, foi o primeiro do roteiro

Redação Correion 24 Horas
- Atualizada em
Foto: Marina Silva/Correio*

Em janeiro do ano passado, quando anunciou as intervenções na Casa do Rio Vermelho, onde moraram Jorge Amado e Zélia Gattai, a prefeitura de Salvador divulgou que pretendia criar um roteiro com 11 equipamentos turísticos da cidade. A casa dos escritores, que virou memorial, foi o primeiro deles. Os demais pontos integrariam um roteiro, em que o turista poderia conhecer com um único voucher.


Entre eles, um espaço para homenagear Dorival Caymmi. “É como se fosse um sequência. A Casa de Jorge Amado, que foi recentemente inaugurada, esses dois espaços com Pierre Verger e Carybé e a nossa intenção é fazer, ainda não temos o local, um espaço para homenagear Dorival Caymmi”, diz o secretário Érico Mendonça, titular da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador (Secult).


Dos 11 equipamentos, no entanto, somente a Casa do Rio Vermelho ficou pronta. A prefeitura diz que estão em fase adiantada as obras no museu do subsolo do Mercado Modelo. No entanto, o município ainda está no processo de escolha do modelo de gestão integrada para os espaços culturais.


“A partir da identificação dessa empresa é que a gente vai estabelecer esses critérios. Não só de gestão do espaço, mas também de venda, promoção e criação do voucher único para o turista comprar e poder visitar todos os espaços”.