Salvador

Guardadora de carros e cadeirante mostra superação e disputa Maratona Salvador

Ela é a única cadeirante maratonista do estado e coleciona várias disputas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A guardadora de carros e cadeirante, Angelina Nascimento, após ter as pernas paralisadas ao descobrir infecção por água de esgoto, achou no esporte uma forma de superação. Ela se tornou campeã paraolímpica e irá disputar a meia maratona (21km), o segundo maior percurso da competição da ‘Maratona Salvador’ que acontece neste domingo (15), na orla da cidade. 

Foto: Divulgação/Secom

Angelina é a única cadeirante maratonista do estado e coleciona quatro meias maratonas pelo Brasil. Já foi campeã de provas como a ‘Maratona do Rio de Janeiro’, a ‘Volta Internacional da Pampulha’ e a ‘São Silvestre’. No ano passado, ela participou dos 42km da ‘Maratona Salvador’. 

Depois da Maratona, ela vai disputar, no dia 29 de setembro, a ‘Maratona Internacional de Foz do Iguaçu’. ‘Metade da prova é no Paraguai e parte no Brasil. Será um outro grande desafio’, contou a atleta.

A maratonista trabalha como guardadora de carros da Zona Azul há 30 anos, na região da Barra e é conhecida como ‘Geo’. Ela é mãe de três filhos com idade acima de 25 anos e todos com nível superior. ‘Sempre trabalhei aqui para que todos estudassem’, detalhou.

A cadeira que Angelina usa para competir possui três rodas e, depois do trabalho, ela troca a cadeira de rodas comum pelo equipamento triciclo, que também serve como meio de transporte.

Superação

A cadeirante começou a praticar esporte, após descobrir infecção por agua de esgoto, onde contraiu um distúrbio neurológico chamado de polineuropatia e ficou as pernas paralisadas.

‘A corrida salvou minha vida. Correr para mim é tudo. Sem meu esporte eu estaria em cima de uma cama me lamentando’, finalizou Angelina.

Angelina treina diariamente de segunda a sexta, nas primeiras horas do dia. Na sua rotina, ela sai às 3h da manhã do Dique do Tororó onde mora, para as ruas da Sete Portas, Rótula do Abacaxi, Avenida ACM, Jardim de Alah e Farol da Barra. A média é de 20 km por dia, 100 por semana e 400 por mês. 

Os vencedores do percurso de 21km (meia-maratona) serão contemplados com valores de R$ 8,5 mil (1° lugar), R$ 5 mil (2° lugar), R$ 3,5 mil (3° lugar), R$ 2,5 mil (4° lugar) e R$ 1,5 mil (5 lugar)°. O horário de largada de sua modalidade, assim como os que disputarão a maratona completa (42 km), é às 5h30, no Farol da Barra.