Salvador

Homem é morto a tiros na praia de Patamares nesta segunda-feira (16)

Houve correria e confusão no local depois dos disparos

Redação Correio 24h, com informações de Gil Santos

Elvis Noronha Pereira Lopes, 25 anos, foi morto a tiros na tarde desta segunda-feira (16) na praia de Patamares. Ele estava no local com três amigos quando dois homens chegaram de motocicleta. Um deles desceu, foi até a areia e começou a atirar contra a vítima. Elves morreu no local.

A praia estava cheia no momento do crime. Houve correria e pessoas caindo na tentativa de fugir do local. Os bandidos fugiram logo em seguida. O crime aconteceu por volta das 14h30. No local, testemunhas informaram que um dos amigos de Elvis também foi baleado. Não há informação sobre seu estado de saúde nem para onde foi levado. Os bandidos roubaram uma corrente de ouro e um celular de Elvis.

Elvis tinha mandato de prisão em aberto expedido pela 2ª Delegacia por homicídio. Ele é acusado de matar duas pessoas em 2013. Além disso, respondia também por tráfico de drogas na área de Sussuarana.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) negou que tenha ocorrido um arrastão na praia. Guarnições da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (Imbuí/Boca do Rio) foram acionados afirmando que pessoas estavam sendo roubadas no local, mas a informação não foi comprovada. “Não tivemos pessoas roubadas. Algumas informações que foram passadas aos militares já estão com os investigadores do DHPP”, informou um oficial, em nota da SSP.

A polícia crê que se trata de um crime de execução, que será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). "Segundo testemunhas, os disparos foram efetuados por indivíduos que chegaram no local atirando. Nenhum suspeito foi encontrado", diz nota da PM.

Crime em praia
No feriado de quinta-feira (12), um homem foi morto e duas crianças baeladas na praia de Tubarão, em Paripe, no Subúrbio Ferroviário. Segundo testemunhas, Iuri dos Santos, 23 anos, caminhava pela praia quando foi surpreendido por um homem armado. O local estava lotado devido ao ferido do Dia da Criança, e houve correria. Ele morreu a caminho do hospital. Duas crianças também foram atingidas e socorridas para o Hospital do Subúrbio.

Em entrevista à TV Bahia, um dos garotos, 12 anos, contou que não percebeu quando foi baleado. “Uma mulher que falou ‘ele foi baleado, ele foi baleado’. Aí eu olhei para minha perna e... enrolei a camisa onde a bala atingiu e fiquei segurando”, contou o menino. A outra vítima segue internada, mas o estado de saúde não foi informado.