Salvador

Homem é morto após perseguição e invasão de condomínio no Rio Vermelho

Suspeitos foram perseguidos e houve intensa troca de tiros em rua sem saída

Milena Teixeira, do Correio 24h
- Atualizada em

Um homem morreu durante uma troca de tiros na Rua Tamoios, área nobre do bairro do Rio Vermelho, em Salvador, na tarde desta quarta-feira (7). Segundo a polícia, ele é suspeito de roubar um carro junto com mais três comparsas. Na fuga, os acusados invadiram um condomínio de luxo, usando o carro para arrombar o portão da Mansão Atlântico, residencial de luxo na Rua Tamoios. 

De acordo com informações da 12ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Rio Vermelho), guarnições da unidade foram acionadas com a informação de disparos de arma de fogo na via por volta das 16h.

Foto: Milena Teixeira/ Correio
Ainda segundo informações da PM, um homem numa motocicleta perseguiu o veículo ocupado por quatro homens, que na tentativa de fugir da perseguição, foram encurralados na Rua Tamoios, que não tem saída. De acordo com moradores, houve uma intensa troca de tiros, e os bandidos decidiram invadir o residencial.

Após o tiroteio, as guarnições realizaram diligências e localizaram um indivíduo sem sinais vitais. O corpo do suspeito, que não teve o nome divulgado, foi removido no início da noite pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).Familiares do rapaz foram até o local e reconheceu o corpo.

"A mãe dele está lá desesperada e aí a gente veio. Não tenho nada a ver com o que aconteceu. Só vim reconhecer se era ele", disse Dilma Santos, tia da vítima, que contou que o rapaz é ex-presidiário e tinha sido solto há cinco meses.

Paulo Cezar foi atingido por disparos na cabeça, nádegas e costas.

De acordo com a assessoria da PM, outro suspeito ficou ferido e foi socorrido por uma guarnição da 40ª CIPM (Nordeste de Amaralina) para o Hospital Geral do Estado (HGE). Não há informações sobre o seu estado de saúde. Um terceiro suspeito foi detido e encaminhado para a delegacia por guarnições da 12ª CIPM.

O delegado Libio Otero confirmou que, além do morto, há um ferido no HGE, um prestando depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), além de um suspeito que fugiu.

Não há informações sobre o paradeiro do quarto suspeito no carro, um Chevrolet Onix cinza, que ficou com várias marcas de tiros, nem sobre o motociclista que teria feito os disparos contra o carro. Também não há confirmação se o veículo foi mesmo roubado.