Salvador

Hospital Santa Izabel amplia parceria com Grupo Oncoclínicas para tratamento de câncer

Atuação conjunta já previa atuação na Radioterapia e foi estendia à Quimioterapia, consultas, intervenções cirúrgicas, entre outros

Especial de Conteúdo
- Atualizada em


O Hospital Santa Izabel anunciou a ampliação da parceria com o Grupo Oncoclínicas, um dos principais em Oncologia, Hematologia e Radioterapia da América Latina, para o tratamento de pacientes com câncer. Anteriormente, o grupo já atuava na Radioterapia em parceira com do hospital e, agora, será responsável também pela Quimioterapia, consultas clínicas, tratamentos avançados, atendimentos de urgência e emergência e intervenção cirúrgica. 

Foto: Divulgação / Hospital Santa Izabel

O Grupo Oncoclínicas atualmente conta com 68 unidades no Brasil, entre clínicas e parcerias hospitalares e é parceiro do Dana-Farber Cancer Instituto, centro de pesquisa e tratamento de câncer no mundo, filiado à Harvard Medical School. O serviço de Radioterapia, oferecido pelo Santa Izabel em parceria com o Grupo, contabiliza mais de 10 mil pacientes tratados com precisão nos últimos nove anos e é considerado um dos mais completos do Norte Nordeste.

O provedor da Santa Casa, José Antônio Rodrigues Alves, avalia que essa atuação conjunta qualifica as atividades do hospital . “Com investimentos contínuos em pesquisa, atualização constante, desenvolvimento de profissionais e incorporação de tecnologias, o Santa Izabel oferece à população os mais modernos tratamentos”, afirmou.

Com a ampliação da parceria, os pacientes do Santa Izabel contarão com tratamentos fundamentados nas descobertas científicas mais atuais e assistência humanizada e individualizada.“O Hospital Santa Izabel é acadêmico e estimula o aperfeiçoamento numa área onde o conhecimento atualizado é de vital importância”, destaca o oncologista Bruno Ferrari, fundador e presidente do Conselho de Administração do Grupo Oncoclínicas.

Foto: Divulgação / Hospital Santa Izabel

Tratamento com segurança

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os cuidados com os pacientes em tratamento são redobrados. Para evitar o risco de contaminação, o Hospital Santa Izabel criou fluxo separado e diferenciado para pacientes com e sem sintomas gripais, segue protocolos internacionais de segurança e qualidade e reforçou a higienização e o uso rotineiro de equipamentos de proteção individual, dentre outras medidas implementadas.

Dra. Clarissa Mathias, oncologista da Oncoclínicas na Bahia, enfatiza que o tratamento contra o câncer não deve ser interrompido durante a pandemia sem haver consulta prévia ao médico. “Temos alertado e orientado as pessoas sobre a importância de nunca deixarem de se cuidar. A atenção para que a doença seja detectada precocemente não pode ser descuidada, pois quanto mais cedo bem tratada, melhor”, afirmou.