Salvador

Instituição que ajuda crianças carentes realiza evento para arrecadar fundos

A OAF é um abrigo de crianças e adolescentes que funciona na Lapinha, em Salvador

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com)
- Atualizada em

Acontece nesta  sexta-feira (13), a Grande Noite Seresta Solidária da OAF. O evento, promovido pela Organização de Auxílio Fraterno, é uma iniciativa para angariar fundos para a instituição, com despesas que aumentam consideravelmente, sobretudo com as extras de final de ano.

A OAF é um abrigo de crianças e adolescentes que funciona na Lapinha, em Salvador. Para dar continuidade ao seu projeto social, a entidade precisa do constante apoio da comunidade. Para tornar possível a realização da Seresta Solidária, a OAF conseguiu a participação gratuita/voluntária dos artistas convidados, Lucas Matos, Brasilian Boys e Bira Galvão.

A Seresta Solidária da OAF acontecerá na quadra, na sede da instituição, localizada na Rua do Queimado, nº 17, na Lapinha, das 18h e às 23h. Os ingressos já estão à venda e também poderão ser adquiridos na portaria do evento: Mesa, R$100,00 (cem reais) com direito a quatro pessoas, e INDIVIDUAL R$20,00 (vinte reais). Toda a renda obtida com a venda das entradas e o consumo durante a festa será revertida para a instituição.

SERVIÇO
Grande Noite da Seresta Solidária da OAF
Dia: 13/12/2019 (sexta-feira)
Horário: das 18h às 23:00
Local: Quadra da OAF
Endereço: Rua do Queimado, 17, Lapinha
Ingressos: Mesa (quatro pessoas) R$ 100,00 (cem reais)
Individual R$ 20,00 (vinte reais)
Forma de pagamento: dinheiro e cartões de débito e crédito

A INSTITUIÇÃO

A Organização de Auxílio Fraterno – OAF é uma organização da sociedade civil, constituída sob a forma de associação do terceiro setor, sem fins lucrativos, fundada em 1958. Sua atuação é de caráter de assistência social, exercendo o abrigamento de crianças e adolescentes que, de alguma maneira, encontravam-se em situação de risco social, que são encaminhadas para a instituição pelo Juizado da Infância e da Juventude, Central de Regulação ou pelo Conselho Tutelar. Hoje, há 87 crianças acolhidas, com idades que variam entre 0 e 17 anos. A capacidade física da casa é para abrigar até 140 crianças, mas faltam recursos para manter esse total sob a guarda da instituição.