Salvador

Jovem de 20 anos é executado a tiros em passarela da Bonocô

Rapaz estava na casa da namorada, de onde foi retirado por grupo

Redação Correio 24h
- Atualizada em
Um jovem de 20 anos foi morto na passarela da Avenida Bonocô na tarde deste domingo (18). Segundo informações da 58ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias), Gabriel Silva da Silva estava na casa da namorada quando foi retirado de lá à força por um grupo de homens e levado até a passarela, onde foi assassinado.

A PM chegou à passarela, que fica em frente à nova estação de metrô que está sendo construída, por volta das 14h35 e já encontrou o rapaz sem vida. A namorada do jovem é moradora da Baixa do Tubo. O rapaz se despedia dela quando o grupo de homens chegou. "Pegaram, arrastaram ele até a passarela e mataram", diz o tenente Reis.

O rapaz levou vários tiros - eram visíveis ferimentos no peito, no queixo e na testa -, com características de crime de execução. A motivação ainda é ignorada, assim como a autoria - os envolvidos fugiram logo depois.

O corpo de Gabriel foi removido para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Violência na Bonocô

Ontem, um tiroteio deixou dois assaltantes baleados na Avenida Bonocô. De acordo com a polícia, por volta das 12h30, três homens, incluindo Rafael Conceição de Carvalho, 22 anos, e Romário Batista Albuquerque, 20, abordaram uma mulher que saía da Igreja Adventista Central de Salvador, no Campo da Pólvora.

Os três suspeitos roubaram o carro da vítima, um Chevrolet Onix, e seguiram, com ela, pela Avenida Bonocô - a intenção do grupo, segundo a polícia, era de cometer um sequestro relâmpago, além de roubar o veículo. Nesse momento policiais da 9ª Delegacia Territorial (DT/Boca do Rio), que conduziam um preso em uma viatura, perceberam a situação e começaram a atirar, na altura do Viaduto das Pitangueiras.

Rafael, que não tinha passagem pela polícia, foi baleado no abdômen e na perna esquerda e encaminhado ao Hospital Geral do Estado, mas seu quadro de saúde é estável. Já Romário foi preso. Enquanto isso, o terceiro assaltante fugiu, apesar de ter sido atingido por um tiro na perna.

Na última quarta, um homem morreu e o irmão ficou ferido durante um atentado na mesma avenida. O crime aconteceu por volta das 15h10, na terceira passarela da avenida - para quem segue da Rótula do Abacaxi sentido Dique do Tororó.

De acordo com a Central de Polícia, alguns homens chegaram ao local em um veículo Gol preto e dispararam contra as pessoas que estavam no local. André Luís Sena Venceslau, 32 anos, foi baleado diversas vezes e morreu no local. O irmão dele, Icaró César de Sena Silva, 20, foi atingido no ombro esquerdo e no abdômen. Ele foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde deu entrada às 15h22. Aos investigadores do posto policial, ele contou que havia acabado de retornar para o ponto de mototáxi onde trabalha, localizado na terceira passarela da Bonocô, na região conhecida como "Baixa da Paz".

Ainda segundo ele, o irmão também trabalhava como mototaxista no mesmo ponto. Os dois estavam no local quando dois suspeitos desceram do carro atirando. André Luís foi atingido por mais de dez tiros e morreu no local.
Correio24horas