Salvador

Jovem morto no Costa Azul é enterrado e familiares fazem protesto

Segundo informações da Central de Polícia, a manifestação reuniu cerca de 70 pessoas na tarde desta quarta-feira

Redação Correio 24h
Juan foi morto perto de casa
(Foto: Reprodução)

O jovem Juan Guinaldi Silva Santos, 21 anos, morto na noite de segunda-feira (9), no bairro Costa Azul, foi enterrado às 11h desta quarta-feira (10), no Cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas. Após o sepultamento, familiares e amigos da vítima saíram em manifestação do cemitério até o local onde o jovem foi morto.Segundo informações da Central de Polícia, o protesto reuniu cerca de 70 pessoas e foi encerrado por volta das 13h30. A Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), informou que não houve alterações no trânsito por conta da manifestação. Segundo familiares, Juan era funcionário do metrô e estava com o crachá no pescoço no momento em que foi morto. A assessoria de imprensa da CCR Metrô Bahia ainda não confirmou a informação. Testemunhas acusam ainda a polícia de ter sido autora dos disparos que matou o jovem."Ele foi abordado por um grupo de policiais, eram homens altos, usando coletes e alguns usavam brucutus. Primeiro espancaram ele, com murros e chutes e liberaram. Depois, foram ao bar onde Juan estava e chegaram atirando aleatoriamente", contou uma testemunha, que não quis se identificar. A assessoria de imprensa da Polícia Militar foi procurada, mas ainda não se posicionou sobre a acusação.Ainda segundo ela, havia cinco pessoas no bar na hora do crime. Os supostos policiais teriam chegado em um Peugeot preto, um Fox branco e duas motos. "Eram uns dez. Eles fecharam a rua, dois desceram do carro, mas só um atirou", acrescentou.Juan estava dentro de um bar que fica próximo à casa dele, quando homens armados chegaram no estabelecimento fazendo os disparos. Ele foi baleado na coxa e no abdômen, chegou a ser socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Um dos tiros atingiu a veia femural e ele acabou morrendo.

Correio24horas