Salvador

Justiça autoriza venda de carros estacionados no Hospital Espanhol

Veículos estão em estado de deterioração, segundo a Justiça

Júlia Vigné, Redação Correio 24horas (julia.vigne@redebahia.com.br)
A 8ª Vara Cível e Comercial determinou a venda de carros que “estão em estado de deterioração” estacionados no Hospital Espanhol, nesta segunda-feira (27). Na decisão, a juíza Lizianni de Cerqueira Monteiro afirmou que a medida foi realizada para evitar “perdimento de bens, pois a tendência é que, com o transcurso do tempo, esses bens valham cada vez menos”.

De acordo com o advogado do caso, Washington Pimentel, são três carros que estão na garagem do hospital. “Eles estão enferrujando, não funcionam há algum tempo e acabam acumulando água. Tem risco de proliferação de mosquito. A medida foi realizada para que não ocorra eventualidade que diminua o valor do bem”, explicou.

Já no âmbito da justiça trabalhista, a Central de Execução e Expropriação, através da juíza Clarissa Nilo de Magaldi Sabino, determinou na última quarta-feira (22) que a empresa Johnson e Johnson do Brasil Indústria e Comércio Ltda retire os equipamentos que havia emprestado gratuitamente para o Hospital Espanhol em comodato. Caso haja resistência, a juíza autorizou arrombamento e uso de força policial para retirar os equipamentos. 
Os processos caminham de forma simultânea nos dois juízos. De acordo com o advogado, isso não influencia negativamente no andamento do processo. “O processo está se desenvolvendo, nenhum dos dois invade a competência de ninguém, inclusive há um diálogo entre as instituições que tem por fim que o leilão seja feito e a dívida trabalhista seja paga”, opinou.
O levantamento dos bens do hospital está sendo realizado pelo administrador judicial (interventor) Paulo Sérgio Neves Cruz, que foi nomeado pela juíza Clarissa para pagar as dívidas da entidade. De acordo com Pimentel, o administrador está realizando o levantamento dos bens e o processo de alienação deve ser iniciado no começo de 2018.