Salvador

Mecânico industrial morre após elevador do trabalho despencar

Acidente ocorreu no Moinho Dias Branco, na Estrada da Base Naval

Redação Correio 24h

O mecânico industrial Renato Reis Batista, 44 anos, morreu na noite de terça-feira (24), após o elevador despencar na empresa onde ele trabalhava, o Moinho Dias Branco, na Estrada da Base Naval. O acidente ocorreu por volta das 21h, próximo ao horário do fim do expediente da vítima, que trabalharia até às 22h30.

A esposa da vítima, a gestora de Recursos Humanos Ana Paula Batista, 45, foi informada que o acidente ocorreu no momento em que o marido arrastava uma peça pesada, com a ajuda do colega, para colocá-la no elevador. "Quando ele entrou com o peso no elevador, o colega escutou um estalo e viu o elevador despencar", contou a viúva, que não soube informar o peso dessa peça, nem se estava acima da capacidade do elevador.

Casada havia sete anos com Renato, Ana Paula foi avisada do acidente por volta das 23h de ontem, pela empresa. "Ele comentava que esse era um trabalho de muita responsabilidade, mas nunca se queixou das condições de trabalho. Pelo contrário, ele amava o que fazia", disse ao CORREIO na manhã desta quarta-feira (25) no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues. Renato trabalhava na empresa há nove anos. o expediente dele era das 13h às 22h30.

O último contato que Ana Paula teve com o marido foi na manhã de ontem, antes de sair para o trabalho. "Deixei ele dormindo em casa, e, como de costume, dei um beijo nele, me despedi e fui para o trabalho", contou.

O casal  não tinha filhos ainda, mas Ana Paula conta que estava no plano deles. A vítima morava na Federação. O enterro será no Cemitério Campo Santo, mas o horário não foi definido ainda, já que a família aguarda o corpo ser liberado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).