Salvador

Metrô: governo abre sindicância para investigar descarrilamento de vagão

O acidente ocorreu cinco meses após o início da operação assistida. No momento, cerca de 40 passageiros estavam no trem

Da Redação (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Manuel Ribeiro Filho, abriu uma sindicância para apurar o descarrilamento de um vagão do metrô, ocorrido há uma semana. O acidente ocorreu quando um dos vagões de uma das composições saiu dos trilhos próximo da Estação Acesso Norte. 




Vagões ficaram desalinhados após composição sair dos trilhos no trecho entre o Retiro e o Acesso Norte 
(Foto: Marina Silva)


A definição da comissão de sindicância foi publicada no Diário Oficial do Estado do final de semana. A equipe, que tem 30 dias para apresentar um relatório ao secretário, é composta pelo diretor de obras da Companhia de Transportes da Bahia (CTB), Hernani da Silveira Junior; o coordenador de manutenção e operação da CTB, Carlos Antônio Bastos, além da especialista em Políticas Públicas da Sedur Ana Claudia Bulhões. Hernani foi indicado presidente da comissão. O acidente ocorreu cinco meses após o início da operação assistida. No momento, cerca de 40 passageiros estavam no trem, mas, de acordo com a assessoria da CCR Metrô Bahia, que tem a concessão do sistema, ninguém se feriu.




Técnicos da CCR trabalharam para recolocar trem nos trilhos. Concessionária não informou causa do acidente
(Foto: Arisson Marinho)


As causas do descarrilamento também são apuradas pela CCR, que informou que no momento do acidente a composição circulava a 20 Km/h. Segundo especialistas ouvidos pelo CORREIO o problema pode ter sido originado por um mau funcionamento do sistema responsável por desviar a direção dos trens. Procurada, a CCR não retornou até o fechamento da edição.


Matéria original do Correio

Metrô: governo abre sindicância para investigar descarrilamento de vagão