Salvador

Morre o desenhista Luis Augusto, criador do Fala, Menino!

Autor morreu aos 46 anos. Combate ao preconceito era marca de suas criações.

Redação Correio 24h
- Atualizada em

O cartunista baiano Luis Augusto, autor da HQ Fala, Menino!, morreu neste sábado aos 46 anos. O Fala, Menino! foi criado em 1996 e publicado em livros e jornais. Ganhou uma animação que foi exibida na TV. Na história, protagonizada pelo menino Lucas, eram discutidos temas como preconceito e diferenças. A responsabilidade social era uma preocupação constante do criador. Luis também criou o quadrinho Ben e a Bisa, em que o filho do desenhista, Ben, era o protagonista.

Foto: Reprodução/ Instagram

O roteirista e dramaturgo baiano Claudio Simões, amigo de Luis Augusto, lamentou: "Era uma pessoa incrível de ótimo coração". Lembrou que o colega, numa ocasião queria abordar numa história a questão de gênero e orientação sexual. "Ele então fez uma metáfora, mostrando o ursinho da personagem Carolina saindo do armário".

Claudio conhecia Luis Augusto desde 2002 e trabalharam juntos num projeto que fazia uma fusão entre protagonistas de histórias criadas por eles: "Eu tinha feito a peça Quem é Igual a Quem e a protagonista dessa montagem encontrava Caroline, que era apaixonada por Lucas, do Fala, Menino!", lembra Claudio.

Nas redes sociais, amigos do quadrinista comentaram a morte do artista. "Estou sem palavras, com o coração partido. Tentando acreditar, aceitar. A tristeza é muito grande. Quem conheceu Lu pessoalmente, esse menino grandão cheio de amor, pode entender.", disse Fafa Abbehusen.

"Era uma pessoa extraordinária, quem o conhecia sabe o quanto ele era fofo, carinhoso e justo! Sua capacidade de sempre enfrentar os problemas com um sorriso no rosto era inspirador", escreveu Alex Santana.