Salvador

Morte em canal do Rio Vermelho: condutor perdeu controle de carro ao desviar de poça

Filho contou como acidente ocorreu; família está inconsolável, diz irmão da vítima

Pedro Vilas Boas, do Correio 24h
- Atualizada em

Quando Marcelo Lobão, 41 anos, se afogou em um trecho do Rio Lucaia, no Rio Vermelho, também foi embora a motivação de toda sua família. É o que contou o irmão da vítima, Leandro Lobão, depois de buscar a autorização para liberação do corpo de Marcelo no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), no final da tarde desta segunda-feira (7).

Foto: Mauro Akin

"Ele era alegre, divertido. Nenhum desafio pra ele era impossível. Ele incentivava a gente a se desafiar, conquistar as coisas. Estava numa boas fase da vida, tanto profissional, como pessoal", disse Leandro. Marcelo trabalhava como gestor de eventos.

Quando Marcelo Lobão, 41 anos, se afogou em um trecho do Rio Lucaia, no Rio Vermelho, também foi embora a motivação de toda sua família. É o que contou o irmão da vítima, Leandro Lobão, depois de buscar a autorização para liberação do corpo de Marcelo no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), no final da tarde desta segunda-feira (7).

"Ele era alegre, divertido. Nenhum desafio pra ele era impossível. Ele incentivava a gente a se desafiar, conquistar as coisas. Estava numa boas fase da vida, tanto profissional, como pessoal", disse Leandro. Marcelo trabalhava como gestor de eventos.

Acidente e resgate

Marcelo Lobão conduzia uma Land Rover Freelander quando caiu no canal do Rio Lucaia, por volta de 4h20 desta segunda (7). Segundo informações do Centro Integrado de Comunicação (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu no cruzamento entre a Rua Oswaldo Cruz e a Avenida Juracy Magalhães Júnior, no trecho mais conhecido como Rua do Canal. 

Foto: Reprodução/ TV Bahia

Os três acompanhantes que conseguiram sair do carro após quebrarem o vidro ainda tentaram retirar Marcelo do veículo, mas ele estava preso ao cinto e estava desacordado. Pessoas que moram na região ainda tentaram ajudar no resgate, mas também sem sucesso.

Veja o momento do acidente:



Quando foi retirado, o gestor de eventos ainda foi encaminhado para Hospital Geral do Estado (HGE), mas, de acordo com o boletim registrado às 9h desta segunda no posto da Polícia Civil da unidade, a vítima já chegou sem sinais vitais – foi confirmada a sua morte por parada cardiorrespiratória.