Salvador

Multa de R$ 3 mil para quem for pego pichando é aprovada pela Câmara de Salvador

O vereador celebrou a aprovação pelas redes sociais. "Não se pode tolerar estes atos de vandalismo"

Redação Correio 24h

Foi aprovado nesta terça-feira (20) pela Câmara de Vereadores de Salvador um projeto de lei que determina multa de R$ 3 mil para quem for detido pichando imóveis públicos ou privados na capital baiana. O projeto é de autoria do vereador Alexandre Aleluia (DEM) e segue para sanção do prefeito ACM Neto nos próximos dias.

Foto: Divulgação

O vereador celebrou a aprovação pelas redes sociais. "Não se pode tolerar estes atos de vandalismo, cujo único objetivo é tornar degradante o ambiente. Além disso, os vândalos que picham impõem custos injustos aos proprietários e ao Município para recompor o dano causado. É um absurdo chegar em casa e deparar-se com sua residência pichada", escreveu Aleluia. 

O projeto determina que as multas serão aplicadas em qualquer ato lesivo envolvendo patrimônio público. No caso de imóveis privados, a multa valerá caso a pessoa detida não consiga comprovar que tinha autorização do proprietário.

Em 2015 e 2016, o Mercado Modelo e a Igreja de Santana sofreram com atos de vandalismo similares. No caso da igreja, o fato aconteceu cerca de uma semana antes da inauguração da nova orla do Rio Vermelho. "Foi aprovada hoje (20) lei de minha autoria que institui multa de R$ 3 mil para quem pichar imóveis privados ou públicos em Salvador. Não se pode tolerar estes atos de vandalismo, cujo único objetivo é tornar degradante o ambiente. Além disso, os vândalos que picham impõem custos injustos aos proprietários e ao Município para recompor o dano causado. É um absurdo chegar em casa e deparar-se com sua residência pichada", criticou na época o prefeito ACM Neto.