Salvador

Navios de guerra ficam abertos para visitação gratuita na Barra até hoje

Equipamentos participaram de desfile na orla em comemoração ao aniversário da Batalha Naval do Riachuelo

Thais Borges, do Correio 24 Horas (thais.borges@redebahia.com.br)

Quem passou pela orla marítima da Barra hoje pela manhã pode até ter ficado curioso quando viu navios de guerra atracados na área. No entanto, a baía não corre risco de ser invadida. Parada naval, na verdade, integra as comemorações 152º aniversário da Batalha Naval do Riachuelo, Data Magna da Marinha, em Salvador. Seis navios participaram desfilaram pelo mar da Barra. Quatro deles - incluindo o Navio Balizador Tenente Boanerges, o Aviso de Patrulha Dourado e o Corveta Caboclo fizeram o percurso do Rio Vermelho até a Barra e ficam abertos para visitação gratuita até hoje (11), das 11h às 17h.

“Para nós é uma alegria poder comemorar a batalha naval do Riachuelo, essa data magna da Marinha. Nós comemoramos não só a guerra em si, que é sempre lamentável. O que nós comemoramos são os valores morais, os exemplos de brasileiros como nós, a Marinha é do povo e do Brasil”, disse o comandante do 2º Distrito Naval, Almir Garnier.

Enquanto a cerimônia não começava, os marinheiros viraram atração turística no Farol. As amigas Suzete Almeida, 52, e Brígida Leite, 72, que vieram de Brasília (DF), pediram para tirar foto com um grupo fardado. "Achamos muito interessante, diferente. Tudo lindíssimo. É nossa primeira vez em Salvador e somos admiradoras da Marinha", contou Suzete.        

Foto: Marina Silva/CORREIO

As amigas Marlene Lima, 61, e Valdeci Ferreira, 48, também conferiram a exposição em frente ao Farol. "Achamos muito legal essa ideia do simulador de navegação para a gente entender um pouco", disseram as duas, que são naturais de Aracaju (SE).                      

O casal de turistas Eclacir Machado, 51, e Rogério De Lucas, 47, que vieram do Rio de Janeiro, aproveitaram para aprender com o simulador de navegação, disponível em uma das barracas da exposição. "Não sabíamos que teria. É bem legal e nós acabamos de chegar na cidade", afirmou Rogério. Eclacir, que é pedagoga, elogiou a iniciativa. "Mostra a nossa cultura. Minha filha é marinheira, foi da primeira turma de mulheres almirantes no Rio, em 2014, e já tirei fotos aqui pra mostrar pra ela".    

História

A Batalha do Riachuelo ocorreu em 11 de junho de 1865 durante a Guerra do Paraguai (1864-1870), onde os brasileiros saíram vitoriosos do confronto, que ocorreu nas margens do Rio Riachuelo, um afluente do Rio Paraguai localizada na província de Corrientes, na Argentina. O Paraguai disputava o controle da bacia do Prata, com objetivo de expandir território e acesso ao Oceano Atlântico.  

Desde então, a data é comemorada pela Marinha do Brasil todos os anos, como lembra ainda o comandante. “Todos os distritos navais são importantes para a marinha e o Brasil, mas eu tenho certeza que o 2º distrito Naval é mais charmoso. Dificilmente nenhuma outra região tem uma consciência marítima tão forte como o estado da Bahia que tem 1,1 mil km de litoral, a segunda maior baia do mundo de águas claras, de aguas límpidas e mansas e somos tratados como se fossemos desde sempre daqui dessa terra, então é maravilhoso”, destacou.