Salvador

Ônibus param de circular na Mata Escura e no São Gonçalo

Sindicato alega falta de segurança; SSP confirma reforço de policiamento

Raquel Saraiva, do Correio 24h

Os ônibus do transporte coletivo de Salvador não estão circulando na Mata Escura e São Gonçalo, nesta terça-feira (30). Segundo a assessoria do Sindicato dos Rodoviários, ainda pela manhã os rodoviários pararam de circular nos bairros, quando chegaram no local e viram que o comércio estava fechado.

As empresas, os motoristas e o sindicato preferiram evitar circular na região por falta de segurança, com receio de os ônibus serem incendiados. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou a informação de que os veículos pararam de pegar passageiros nos dois bairros.

Diretor do sindicato, Pedro Celestino informou que a decisão ocorreu após um tiroteio que terminou com a morte de um suspeito. “Em São Gonçalo desde ontem (segunda) a situação está crítica, por causa da troca de tiros entre polícia e bandidos; um bandido veio a óbito. Por volta de 7h30, houve suspensão temporária no terminal (final de linha) do São Gonçalo e às 8h os ônibus pararam de entrar na Mata Escura. Até agora eles não estão circulando no bairro”, disse ao CORREIO. 

Comércio fechado na Mata Escura, na tarde desta terça (Foto: Milena Teixeira/CORREIO)

Celestino afirma ainda que falta policiamento nos bairros. “Pela manhã adentramos na Mata Escura, havia um efetivo policial, mas agora fui ao final de linha e não tem nenhuma viatura circulando nos bairros e o comércio continua fechado. Por causa da sensação de insegurança, os ônibus não estão entrando”, comentou.

Celestino explica que os ônibus foram desviados do final de linha da Mata Escura para o condomínio Conjunto Arvoredo e entrada do Jardim Santo Inácio.

Uma moradora da região, que preferiu não se identificar, conta que todo o comércio está fechado desde mais cedo. "Parece que uma facção invadiu aqui e aí os comerciantes resolveram fechar. Eu estou morrendo de medo de sair de casa desde de manhã, mas preciso ir trabalhar", comentou.

Alguns moradores do bairro ainda não sabem o que está acontecendo. Outra moradora, que também não quis se identificar, disse que quando saiu para trabalhar parte das lojas já estava fechada. "Eu ainda estou tentando entender. Tomei um susto quando cheguei e vi tudo fechado".

Uma jovem, que também não se identificou, disse que os estabelecimentos começaram a fechar depois da morte de dois adolescentes. "Um áudio começou a circular no WhatsApp mandando todo mundo fechar os comércios. A rua tá muito deserta e eu fiquei com medo ir pra dentro da Mata Escura. Por isso, estou esperando ônibus aqui na [Avenida] Cardeal [Brandão Vilela]".

De acordo com a SSP, no último domingo (28) um adolescente de 15 anos, que tinha sido apreendido na sexta (26) com drogas, e que seria integrante de uma quadrilha que atua na região, foi atingido numa troca de tiros com a polícia. Ele foi socorrido para o Hospital Geral Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos.

Com o adolescente e comparsas que fugiram foram apreendidos uma espingarda calibre 12, munições, pinos com cocaína, 96 pedras de crack, um carregador para pistola calibre ponto 40, entre outros materiais.

Por meio de nota, a SSP afirmou que as providências para garantir a circulação dos ônibus na Mata Escura e região já foram adotadas.

"O policiamento permanece reforçado pela Companhia de Patrulhamento Tático Móvel (Patamo), Rondesp Central, 48ª e 23ª Companhias Independentes de Polícia Militar (Sussuarana e Doron), garantindo a segurança dos rodoviários, moradores e comerciantes da região. Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e da 11ª Delegacia (Tancredo Neves) também atuam na área, com diligências na busca pelos autores dos áudios que circularam, amedrontando a população".