Salvador

Ônibus param de circular no Pero Vaz, IAPI e Santa Mônica após ataques

Os rodoviários já foram orientandos a não ir para a região

Redação do Correio 24 Horas

Após os ataques que deixaram três ônibus e um micro-ônibus destruídos no fim de linha e na Rua Direta de Pero Vaz, o Sindicato dos Rodoviários informou que os coletivos não irão mais circular na noite desta sexta-feira (29) no bairro e nem em Santa Mônica e no IAPI. "Vamos avaliar pela manhã o retorno", afirma o diretor de imprensa do sindicato, Daniel Mota. 

Os rodoviários já foram orientandos a não ir para a região. Em Santa Mônica, hoje à tarde, uma troca de tiros entre um grupo e a Polícia Militar deixou um morto, segundo a PM informou em nota. Após o fato, um grupo tentou fechar, sem sucesso, a Avenida San Martin. Na noite de hoje, um grupo incendiou três ônibus no final de linha do Pero Vaz e um micro-ônibus na Rua Direta. Não houve feridos. Os ônibus destruídos faziam linha Pero Vaz-Ondina, Pero Vaz-Terminal da França e Pero Vaz-Itaigara.

Protesto

Em nota, a Polícia Militar informou que os ônibus foram queimados em protesto após a morte de um homem em troca de tiros com a polícia. Na tarde de hoje, uma guarnição da Operação Apolo fazia rondas em Santa Mônica quando encontrou um grupo com cerca de 30 pessoas. Quando a PM foi averiguar o que se tratava, foi recebida a tiros, segundo a nota. Houve troca de tiros e um integrante do grupo acabou sendo baleado. Socorrido ao Hospital Ernesto Simões Filho, ele veio a óbito.

Em protesto pela morte do homem, houve inicialmente tentativa de bloqueio da Avenida San Martin, impedida pela PM. Depois, os três ônibus foram atacados no fim de linha de Pero Vaz. Segundo a polícia, a ação foi orquestrada por traficantes da Santa Mônica. Não há informação de quantas pessoas participaram da ação. "Guarnições da 37 CIPM, Operações Gêmeos e Rondesp BTS estão na região mantendo a ordem e com o objetivo de identificar e prender os autores desses atos criminosos", encerra a nota da PM.

Correio24horas