Salvador

Ônibus param de rodar em Sussuarana após coletivo ser queimado

Suspeitos atravessaram o coletivo na Avenida Ulysses Guimarães, em frente a um supermercado da rede Todo Dia e atearam fogo

Redação Correio 24h com informações de Alexandre Lyrio
- Atualizada em

Um ônibus foi queimado na manhã deste domingo (18) na entrada do bairro Nova Sussuarana, em Salvador. Segundo informações da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), os suspeitos atravessaram o coletivo na Avenida Ulysses Guimarães, em frente a um supermercado da rede Todo Dia e atearam fogo.

Foto: Reprodução
Segundo os moradores, as chamas do coletivo atingiram a rede elétrica e houve queda de energia. Por conta disso, parte do comércio local que estava funcionando precisou fechar as portas. Por medida de segurança e para fazer manutenção no local, a Coelba suspendeu a distribuição de energia no trecho danificado.

Parte do óleo diesel do coletivo escorreu pela pista e levou as chamas para perto de alguns estabelecimentos, que tiveram lonas e fachadas queimadas pelo fogo. Barracas que estavam montadas nas proximidades também foram destruídos pelas chamas.

Segundo um representante do Sindicato dos Rodoviários informou ao CORREIO que a entrada dos ônibus em Nova Sussuarana foi suspensa após o ato. "Se a polícia não restabelecer a sensação de segurança no bairro, vamos recolher todos os ônibus da região", confirmou o diretor da categoria, Pedro Celestino.
Foto: Alexandre Lyrio/CORREIO
Ninguém ficou ferido. Ainda de acordo com a Transalvador, logo depois do ocorrido a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) precisou desviar os ônibus que passam pelo local para a Avenida Gal Costa. Veículos pequenos seguem trafegando pela via. "Teve uma troca de tiros de madrugada. Hoje de manhã sai de casa, vi a movimentação na rua e percebi que não tinha ônibus no bairro. A gente precisa andar de Sussuarana até o CAB para pegar ônibus. É uma caminhada de 15 minutos", disse um morador que preferiu não se identificar.

Policiais militares da 48ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) acionaram o Corpo de Bombeiros, que debelaram o fogo e foram embora. Minutos depois surgiram novos focos e a equipe voltou ao local para apagar as chamas. Em nota a PM informou que nenhum manifestante foi encontrado ou preso.