Salvador

Ônibus voltam a circular no Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas

Desde sábado (07) os ônibus estavam sem circular na região

Redação Correio 24h
Depois de três dias com o fornecimento de transporte interrompido, os ônibus voltaram a circular nos bairros do Nordeste de Amaralina, Santa Cruz e Vale das Pedrinhas na manhã desta terça-feira (10). De acordo com o Sindicato dos Rodoviários da Bahia o serviço - que atende os 55 mil moradores da região - só foi retomado pois a segurança da região está com policiamento reforçado. Dois ônibus foram incendiados no Vale das Pedrinhas e outro em Amaralina no final da tarde deste sábado (7) e os rodoviários pararam de circular na região. Desde então os moradores precisaram andar por quase 2 quilômetros para pegar os ônibus. 
Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO
Três ônibus foram queimados na região do Complexo após a morte de Ítalo Alves de Jesus Pereira, 21 anos, conhecido como Rato, na sexta-feira (6) durante confronto com policiais militares na Chapada do Rio Vermelho. Desde então, o Sindicato dos Rodoviários decidiu suspender o transporte público nas áreas por motivos de segurança. A assessoria do Sindicato informou que os trasportes devem voltar a funcionar na manhã desta terça. 
No sábado (07) moradores contaram que um grupo de homens armados chegou a pé no final de linha do Vale das Pedrinhas, por volta das 18h, e colocou fogo nos dois coletivos. Houve correria e empurra-empurra. Uma barraca de frutas que estava entre a calçada e um dos ônibus também foi atingida pelas chamas. O que sobrou das frutas ficou espalhadas pelo chão.
As chamas altas atingiram parte dos fios dos postes que estavam próximos, mas a energia não precisou ser interrompida. O fogo alcançou também as fachadas de algumas lojas, derreteu parte da proteção contra o sol de alguns estabelecimentos, e a temperatura alta quebrou o vidro das janelas de algumas casas. Assustados, os comerciantes liberaram os funcionários e baixaram as portas.
Depois dos ataques, os ônibus não circularam mais na região. A morte de Demilson Maciel Menezes nesta segunda-feira de madrugada ainda é investigada. A polícia não sabe se há relação entre os crimes. 
Na madrugada desta segunda, um morador da região, Demilson Maciel Menezes, 48 anos, foi morto com vários tiros no rosto - mesmo após o policiamento ter sido reforçado no local desde sábado (7).