Salvador

Operação contra pornografia cumpre três mandados de busca em Salvador

Humorista e radialista Rodrigo Vieira, o Mução, foi preso em Fortaleza, no Ceará

Da Redação
- Atualizada em

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Salvador durante operação desencadeada pela Polícia Federal, nesta quinta-feira (28), em outros dez estados do país e no Distrito Federal. Foram expedidos, ao todo, 50 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão. A Polícia Federal ainda não informou quais os materiais apreendidos na capital baiana.


A PF estava monitorando redes privadas de compartilhamento de arquivos na internet há seis meses e detectou trocas de material de cunho sexual envolvendo crianças e adolescentes.


Integrantes de um mesmo grupo e valendo-se da suposta condição de anonimato na rede, os suspeitos trocavam arquivos contendo cenas degradantes de adolescentes, crianças e até bebês em contexto de abuso sexual.


Além da troca de arquivos foram identificados ainda relatos de outros crimes praticados pelos envolvidos contra crianças, inclusive com menção a estupro cometido contra os próprios filhos, sequestros, assassinatos e atos de canibalismo.


Em Fortaleza, a polícia prendeu o humorista e radialista Rodrigo Vieira, o Mução, famoso por seu programa de humor veiculado em várias emissoras do Brasil. Ele foi preso no bairro de Meireles, em Fortaleza, no Ceará, onde mora atualmente.


Mução é filho de Lina Vieira, ex-secretária da Receita Federal, exonerada pelo ministro da Fazenda Guido Mantega. As investigações apontam que o humorista fazia parte do grupo formado por 97 estrangeiros e 63 brasileiros que trocavam material contendo cenas de sexo explícito com crianças e adolescentes.


Ao G1, a delegada da PF, Kilma Caminha, informou que a prisão temporária de Mução foi decretada pela Justiça Federal em Pernambuco. "Ele fica preso por cinco dias, prorrogáveis por mais cinco, mas acredito que pela materialidade das provas, pode ser transformada em preventiva", afirma. Equipamentos eletrônicos apreendidos com ele serão submetidos a perícia.


As ordens judiciais também foram cumpridas nas cidades de Porto Alegre, Esteio e Santa Maria (RS), Belo Horizonte, Montes Claros, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Divinópolis (MG), Curitiba, Foz do Iguaçu, Maringá e Guaíra (PR); Natal (RN); Rio de Janeiro, Niterói e Nova Iguaçu (RJ); São Paulo, Santos, São José dos Campos e Piracicaba (SP); Recife (PE); São Luís do Maranhão (MA); Vitória (ES) e Brasília (DF).