Salvador

Outubro Rosa: Prefeitura dobra números de exames de mamografias

Atualmente, 11 mil exames são realizados todos os meses; veja destaques da programação

Nilson Marinho, Correio 24 horas (lidenilson.araujo@redebahia.com.br)

Com apenas um toque, é possível verificar que algo de errado existe ali, mas o autoexame de mama por si só não é suficiente para descobrir a neoplasia, a vilã que mais mata a população feminina em idade fértil em Salvador, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). De acordo com dados da pasta, de janeiro a setembro deste ano, 180 mulheres morreram em decorrência do câncer de mama.

Para tentar reduzir esse número e conscientizar as mulheres sobre a importância do autoexame, a SMS vai disponibilizar, até o final do ano, cerca de 11 mil exames de mamografia a mais em 120 Unidades Básicas de Saúde (UBS), nos 14 distritos sanitários da capital. A iniciativa faz parte da campanha Outubro Rosa promovida pela Prefeitura, com organização da Superintendência de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). Atualmente, todos os meses, 11 mil exames gratuitos são oferecidos.

"É importante destacar que o combate ao câncer de mama e ao câncer ginecológico não acontece só no Outubro Rosa, mas durante todo o ano. Então, nós estamos chamando a atenção primeiro para o cuidado que a mulher deve ter consigo mesma, fazendo o toque mamário. Depois, caso note algo errado, que ela leve para uma enfermeira ou médico a situação, sem nenhum constrangimento", pontuou o secretário de Saúde José Antônio Rodrigues Alves.

Ônibus Rosa fará exames gratuitos nos bairros até o final do mês (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Para realizar os exames de mamografias, as mulheres devem comparecer às unidades de saúde portando documento de identificação com foto e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Lá, serão realizadas avaliações com médicos e enfermeiros que encaminharão, caso necessário, as pacientes para outras unidades, onde é oferecido o tratamento de combate ao câncer. 

Ônibus Rosa

A dona de casa Helenita Brito da Silva, 64 anos, teve a chance, na manhã desta segunda-feira (2), de realizar o exame em um local diferente: o Ônibus Rosa, um veículo que estará até o final do mês em vários bairros oferecendo exames preventivos contra o câncer de mama. O ônibus, que tem espaço para dois pequenos consultórios médicos, esteve na Praça da Mangueira, no Cabula VI, onde também aconteceu a apresentação da campanha municipal de prevenção contra a doença. 

Helenita veio do bairro de Tancredo Neves só para realizar o exame clínico de mamografia no Cabula. Não esqueceu, claro, de levar a identidade e a carteira do SUS, e foi uma das primeiras a ser atendidas. "Estava há dois anos sem fazer. Com a correria do dia a dia, acabamos deixando pra depois", conta a dona de casa.

Itinerante 

O projeto estará no Cabula VI até esta terça (3), onde 300 pessoas devem ser atendidas. Na quarta (4) e na quinta (5), o Ônibus Rosa estaciona no bairro de Capinas de Pirajá. De lá, o veículo segue viagem até o Vale do Matatu, onde vai receber as pacientes até sábado (7). Até o final do mês, o veículo leva a bordo duas enfermeiras e um médico para atender as pacientes. 

"Nós desenvolvemos um conjunto de ações para marcar esse Outubro Rosa, sobretudo para mostrar às mulheres de Salvador que é possível realizar os exames que diz respeito diretamente a saúde delas, em especial a mamografia, levando essa consciência de que as mulheres devem procurar a rede de saúde para fazer seus exames", afirmou o prefeito ACM Neto.

Cuidados

E mesmo com os dados alertando para o risco da doença, muitas mulheres acabam deixando o exame de prevenção pra lá. Ainda de acordo com dados da SMS, das 11 mil vagas para realização dos exames disponibilizados todos os meses pela pasta, apenas 45% delas são preenchidas.

Para o médico Luiz Augusto, que faz parte do projeto, mulheres acima de 40 anos são parte do público de risco, mas, quando há um histórico familiar de câncer de mama, é preciso que ela realize o exame antes disso.

"O autoexame é uma coisa que nós temos frisado, principalmente quando temos histórico familiar envolvendo parente de primeiro grau. Quando a paciente verificar qualquer nódulo, qualquer caroço diferente, ela deve fazer pelo menos uma ultrassom, um exame com um médico para tentar rastrear, porque apesar de saber que a maioria dos casos de câncer de mama tem maior incidência em mulheres a partir dos 40 anos, vai ter sempre aqueles casos raros que podem aparecer antes disso", explica Luiz Augusto.  

Outras ações

Nestas terça e quarta, palestras sobre autocuidado das mamas, tabagismo e saúde bucal vão acontecer no Shopping Center Lapa, no Centro, das 9h às 16h. Também serão oferecidos aferição de pressão arterial, orientação nutricional e sobre doenças sexualmente transmissíveis. Os bairros da Liberdade e de Brotas também recebem as palestras.

Ainda nesta quarta, será realizado no auditório do Parque Social, localizado no Parque da Cidade, um encontro com o tema "Conhecer para Prevenir o Câncer de Mama", que será ministrado pela médica oncologista Vanessa Dybal. 

Em seguida, duas mulheres em processo de tratamento do câncer, do Instituto Vencendo o Câncer (Ivecan), darão seus depoimentos sobre a lutra contra a neoplasia.

Ainda na programação da Prefeitura para o Outubro Rosa, está um passeio ciclístico promovido pelo Salvador Vai de Bike, no dia 29, no Dique do Tororó. 

Confira o calendário de atendimento do Ônibus Rosa nos bairros:

Cabula VI (dias 2 e 3)

Campinas de Pirajá (4 e 5)

Vale de Matatu (6 e 7)

Subúrbio (9 e 10)  

São Cristovão (11 e 12)

Bromélias (13)

São Marcos (14 e 16)

Iguatemi (17 e 18)

Ondina (19)

Pituaçu (20 e 21)

Itapuã (23 e 24)

Cidade Baixa (25 e 26)

Cajazeiras (27 e 28)

Dique do Tororó (29)