Salvador

Pagamentos do IPTU 2021 começam nesta segunda-feira (1º)

Caso alguém não tenha recebido o boleto, pode emitir a segunda a segunda via pelo site

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta segunda-feira (1º) começam a vencer os boletos do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e taxa do lixo (TRSD) 2021 em Salvador. Os contribuintes que optarem pelo pagamento à vista terão desconto de 7% no pagamento da cota única, à vista, até a data do vencimento, entre os dias 1º e 28 de fevereiro, sendo que a maioria da população tem vencimento no dia 5. Caso alguém não tenha recebido o boleto, pode emitir a segunda a segunda via pelo site da Sefaz, no endereço www.sefaz.salvador.ba.gov.br.

A capital baiana, como qualquer cidade, não se mantém sozinha. É necessário um esforço mútuo entre cidadão e poder público, em uma relação de cooperação conjunta. No caso do IPTU, o município converte a contribuição do cidadão em benefícios para a cidade, como salários dos profissionais de saúde, da educação e da guarda municipal, além de obras como escolas e creches, praças e equipamentos públicos.

Quarenta por cento da arrecadação dos municípios é destinada, obrigatoriamente, para saúde e educação – respectivamente 15% saúde e 25% educação. Porém, Salvador tem investido além desses limites nas duas áreas em todos os anos desde 2013 e, em 2020, bateu o recorde de investimento em saúde, destinando mais de 22% das receitas para área, o que significou uma suplementação de R$291 milhões, número quase cinco vezes maior que o aplicado em 2012.

Agora é a vez do cidadão. “A população precisa se conscientizar que estar em dia com o pagamento de impostos reflete em benefícios para a própria cidade”, afirma a secretária da Fazenda, Giovanna Victer.

Todos os boletos já foram enviados e a população tem até o dia do vencimento para pagar a cota única. Os isentos receberão os boletos nos próximos dias. “Além de fazer muito pelo cidadão e pela cidade, Salvador é um exemplo de justiça social – são mais de 253 mil imóveis com valor venal de até R$107 mil que estão desobrigados a pagar os tributos”, completa a secretária.