Salvador

Pane elétrica no metrô deixa passageiros presos em vagões perto da Fonte Nova

Segundo usuário do transporte, problema demorou 40 minutos para ser solucionado

Redação Correio 24h
- Atualizada em
Uma pane elétrica no metrô de Salvador, que aconteceu na tarde desta terça-feira (21), deixou diversos passageiros presos em vagões próximo à Fonte Nova, na Estação do Campo da Pólvora.
Pane elétrica no metrô deixa passageiros presos em vagões perto da Fonte Nova.
(Foto: Arquivo Pessoal/João Alexandre dos Santos Neto)
Segundo informações de um dos usuários, os trens ficaram parados por mais de 40 minutos. "Houve pane em dois trens do metrô e não disseram o motivo. A única informações que recebemos foi de um aviso que dizia 'senhores passageiros, por conta de problemas técnicos, os trens ficarão parados'", informou o servidor público, João Alexandre dos Santos Neto, ao Correio24Horas.O problema aconteceu por volta das 15h, nas estações do Campo da Pólvora e na de Brotas, no sentido Bom Juá. De acordo com o passageiro, "os técnicos interditaram os trilhos e o metrô só voltou a circular normalmente após 40 minutos. As pessoas ficaram muito irritadas por causa da demora e, também, do calor", disse João Alexandre ao Correio24Horas.A assessoria de imprensa da CCR Metrô Bahia afirmou que houve uma queda de energia nesta tarde e que os trens voltaram a circular normalmente após 10 minutos. Ainda de acordo com a CCR, o problema desta tarde está relacionado ao acidente que aconteceu na madrugada desta terça-feira (21), na Estação Bonocô, e deixou um operário ferido.A CCR Metrô Bahia informou também que "avisos sonoros foram utilizados para tranquilizar os passageiros durante todo o tempo em que os vagões ficaram parados".QueimadurasUm operário que trabalha nas obras do metrô de Salvador sofreu queimaduras em um acidente na madrugada desta terça-feira (21), na Estação Bonocô. O acidente aconteceu por volta das 2h, quando um cabo de energia de alta tensão entrou em curto-circuito e se soltou.A fagulha atingiu o topógrafo, que precisou ser atendido pela equipe de enfermagem da obra e encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE). Segundo informações da assessoria de imprensa da CCR Metrô Bahia, o funcionário, que não teve o nome divulgado, continua internado no HGE, com estado de saúde estável.Ele não corre risco de morte. O consórcio não soube informar a extensão da queimadura da vítima. A CCR ainda não sabe o que causou o curto-circuito, e as circunstâncias do acidente ainda serão apuradas.
Correio24horas