Salvador

Passageiros que embarcaram atrasados no Ferry terão reembolso

Quem tinha hora marcada terá 30% do valor da taxa de serviço devolvidos

Redação do Correio 24 Horas
- Atualizada em

Os passageiros que tinham horários marcados para fazer a travessia do Terminal de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica, até o Terminal da Feira de São Joaquim, em Salvador, e que, por conta do grande fluxo, embarcaram atrasados neste domingo (1°), a partir das 18h, vão ter 30% do valor da taxa de serviço reembolsados pela Internacional Travessias, empresa que administra o Sistema Ferry Boat. 

De acordo com a assessoria de comunicação da empresa, alguns usuários do sistema embarcaram em horários diferentes do previsto, depois das 18h. A quantidade de passageiros que será reembolsada não foi informada, mas a empresa assegurou que entrará em contato com os clientes nos próximos dias para que o valor seja reembolsado. A forma de reembolso também não foi informada pela assessoria. 

Os passageiros antes do embarque pagam uma taxa de serviço de 30% em cima do valor da passagem. Para carros pequenos, o valor do bilhete é de R$ 45, durante a semana, e R$ 63 no final de semana e feriados. Já carros grandes pagam R$ 58, durante a semana, e R$ 81, para o final de semana e feriado. "A empresa vai averiguar a compra de passagem em horários marcados, depois das 18h, e, através do sistema, vai ser verificado aqueles que embarcaram depois do horário previsto", informou a assessoria. 

Falha

Ainda de acordo com a Internacional Travessias, uma embarcação, a Paraguaçu, com a capacidade de atender 800 passageiros e 43 veículos, apresentou uma falha mecânica por volta das 18h deste domingo. A embarcação ajudaria a cumprir os horários extras do feriado. Estava previsto para a operação cinco embarcações mas, com a falha da Paraguaçu, apenas a Dorival Caymmi, Ivete Sangalo, Juracy Magalhães e Zumbi dos Palmares, continuaram operando. 

A assessoria da concessionária explicou que a empresa conta com oito embarcações, mas apenas cinco estavam previstas para navegar durante a operação do feriado. Duas delas, a Maria Bethânia e a Pinheiro, estão em processo de docagem - serviço de reparo geral. Já a Ana Nery estava escalada para uma outra operação, sendo impossível substituir a Paraguaçu.