Salvador

Perini, SuperPão e mais 50 estabelecimentos são interditados na Pituba

Empresas descumpriram o decreto que começou a valer nesta quarta-feira (13)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Perini, Superpão e mais 50 estabelecimentos da Pituba foram interditados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), na manhã desta quarta-feira. O motivo foi o descumprimento do decreto de número 32.399, publicado ontem (12) pelo município no Diário Oficial e que contém medidas restritivas exclusivas para o bairro, além da adoção de ações de proteção à vida, a exemplo da distribuição de máscaras, cestas básicas e realização de testes rápidos para detecção da Covid-19.

Essas medidas, que começaram a vigorar hoje e valem inicialmente até o dia 19 de maio, foram anunciadas na última segunda-feira (11) pelo prefeito ACM Neto. Só podem funcionar no bairro supermercados, farmácias, agências bancárias, lotéricas, repartições públicas, cartórios, bares e restaurantes com sistema delivery (sem retirada do alimento no estabelecimento), serviços de saúde, laboratórios de análises clínicas, clínicas veterinárias e comércio que venda insumos hospitalares.

Todos os demais estabelecimentos, independentemente do tamanho da área, devem permanecer fechados até o dia 19. Além da Super Pão e da Perini, a Santo Pão, o frigorífico do Mané, a loja de alimentos naturais Noz Moscata,  a barbearia Guardini Barber Shop e uma lanchonet foram fechados.


Até terça-feira (12), a Pituba havia registrado 78 pessoas contaminadas com o novo coronavírus. As medidas que começaram a valer hoje visam justamente ampliar o isolamento social no bairro e conter a disseminação da doença na localidade, salvando vidas. Além da suspensão temporária do comércio local, o decreto determina o fechamento do calçadão da Orla Atlântica no trecho de abrangência das determinações, entre a Arena Aquática e o novo Centro de Convenções, na Boca do Rio. Não há restrições ao trânsito de veículos na Pituba.

Outras localidades

Desde segunda-feira, as medidas restritivas regionalizadas e de proteção à vida estão valendo também em Plataforma, Boca do Rio e na Avenida Joana Angélica (Centro), pelo prazo de sete dias. No caso da Boca do Rio e da Avenida Joana Angélica, há restrições ao trânsito de automóveis.

Tal qual na Pituba, ocorre ainda a distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, entrega de cestas básicas para ambulantes e feirantes, higienização de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições de idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante.