Salvador

PM reformado é preso dentro de banco em Salvador acusado de extorsão

Ele emprestou R$ 1,5 mil em 2015, já tinha recebido R$ 17 mil e exigia mais R$ 40 mil

Redação Correio24h

O policial militar reformado Carlos José dos Santos Menezes, 49 anos, foi preso em uma agência bancária dentro de um shopping acusado de estelionato, na quarta-feira (21). Segundo a polícia, ele estava prestes a receber uma parcela de R$ 16 mil de um homem a quem havia emprestado dinheiro e de quem cobrava juros abusivos.

A vítima, um profissional autônomo, procurou a Corregedoria Geral da Secretaria da Segurança Pública na semana passada para denunciar a extorsão. O Departamento de Crimes contra o Patrimônio começou então a investigar o caso.

O autônomo pegou emprestado R$ 1,5 mil no final de 2015 junto ao PM. Os juros cobrados eram de 30 por cento ao mês, além de um valor de R$ 10 por dia de atraso. Desde então, a vítima conta que chegou a pagar mais de R$ 17 mil pelo empréstimo, mas o PM reformado exigia ainda um pagamento de outros R$ 40 mil. O credor chegou a fazer ameaças de morte exigindo a quitação da dívida.

Na quarta, o autônomo iria pagar mais um valor do empréstimo ao PM. A DCCP então preparou uma ação para prender o suspeito. Com ele, foi apreendida uma pistola .380 e outra de ponto 40.

Carlos José foi autuado em flagrante e foi encaminhado para o Centro de Custódia Provisória da Polícia Militar, em Lauro de Freitas. A polícia apura se outras pessoas foram vítimas da extorsão do PM.