Salvador

Por um triz: jovem fica enroscado em equipamento de montagem de camarote em Ondina

Ele não reparou objeto na pista: "quase cortou meu pescoço"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O recepcionista de restaurante Lucas Jesus da Silva, 21 anos, passou um verdadeiro susto
na última quarta-feira (5). O jovem foi atingido por uma fita de nylon deixada na área externa de um camarote em montagem no bairro de Ondina, em Salvador. As informações são do G1 Bahia.

Lucas estava em direção ao trabalho de bicicleta. Ele passava por uma ciclovia, que fica em frente ao camarote, quando a fita enroscou no pescoço dele.

"A fita é semelhante uma cinta, bem resistente. Ela estava atravessada na ciclovia, eu não vi, enganchei o pescoço, quase cortou meu pescoço. A fita ainda passou pelo meu obro e queixo. Como eu fiquei preso, caí e bati a cabeça no chão. Cheguei a ficar desacordado por alguns segundos e fui socorrido por um ciclista e taxistas que estavam na região", conta Lucas ao G1. Ele teve ferimentos na cabeça, pescoço, rosto e ombros.

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Segundo o G1, o Camarote Marketing, responsável pelo Camarote Band Folia, lamentou o acidente através de nota e disse ter tomado as providências necessárias junto à empresa que realiza a montagem da estrutura.

Um funcionário que faz a montagem do camarote acompanhou Lucas até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). "Quando eu estava no táxi, um rapaz entrou no táxi e disse que por vontade própria iria me seguir. Ontem [quinta-feira] de tarde, outra pessoa me procurou e disse que tinha acabado de saber do caso", relatou Lucas.

O jovem foi atendido na UPA dos Barris e foi liberado. No entanto, ele ainda apresenta dores. "Eu estava com dor de cabeça e minha esposa viu as manchas de sangue. Então eu preciso fazer uma tomografia", contou.