Salvador

Praias serão fechadas neste sábado (21) e comércio passa ser proibido na orla

Interdição será feita com o uso de estacas e arames lisos, gradis, balizadores, além da utilização de galhardetes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Conforme anúncio feito nesta quinta-feira (19) pelo prefeito ACM Neto e o decreto de número 32.272, publicado hoje (20) no Diário Oficial (DOM), as praias do Porto da Barra, Farol da Barra, Rio Vermelho, Itapuã, Piatã e Ribeira serão interditadas a partir desde sábado (21) e pelo período de 15 dias corridos como medida para conter aglomerações e o avanço do coronavírus. A interdição será feita com o uso de estacas e arames lisos, gradis, balizadores, além da utilização de galhardetes contendo as informações do decreto e orientações ao público.   
Foto: Jefferson Peixoto/Secom
A colocação das estruturas de isolamento das praias começou na noite e quinta (19), por meio de equipes da Secretaria de Manutenção (Seman). Neste sábado (21), quando a medida começa a valer, vai haver tanto orientação quanto fiscalização por parte da Guarda Civil Municipal (GCM) e Secretaria de Ordem Pública (Semop). A operação contará com 60 guardas municipais e 15 veículos, tendo início às 9h, no Porto da Barra. 

Nas demais praias da cidade, a Guarda vai atuar, mediante denúncia da própria população, para evitar aglomerações, conforme decretos já publicados tanto por parte do município quanto do Estado. "A participação da população nessa ação da Prefeitura contra o novo vírus é fundamental. Tanto no sentido de atender às recomendações e determinações do decreto quanto denunciando o descumprimento e a formação de aglomerações", disse o diretor municipal de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima. 
Como denunciar 
O cidadão deve fazer denúncias preferencialmente por meio do site do Fala Salvador, do e-mail ou redes sociais da Ouvidoria (ouvidoria.salvador.ba.gov.br e @ouvidoria, respectivamente), já que o telefone 156 está sobrecarregado em função das demandas provocadas por conta das dúvidas da população em relação ao coronavírus e também pelas solicitações da Operação Chuva. 
Foto: Jefferson Peixoto/Secom
Proibição de comércio
O decreto publicado hoje no Diário Oficial também proíbe a realização de atividades comerciais em qualquer praia do município, no trecho de areia, bem como a realização de eventos. Os kits distribuídos pela Semop aos comerciantes que atuam nas praias serão retirados e não haverá cobrança de taxas a esses profissionais enquanto durar a medida, com tempo inicial de 15 dias.