Salvador

Prefeitura adia mudança de ponto de ônibus na Avenida ACM em função de obras do BRT

Haverá comunicação prévia à população sobre essa alteração quando ela for ocorrer

Redação iBahia
- Atualizada em

Nesta quinta-feira (02) ficou definido que o ponto de ônibus localizado próximo à Igreja Mundial do Poder de Deus, na pista principal, só será deslocado para 350 metros adiante em um prazo de 15 a 20 dias. A mudança será realizada em função da sobras do BRT. Haverá comunicação prévia à população sobre essa alteração quando ela for ocorrer.

A travessia de pedestres pela ponte sobre o canal Camarugipe também não será fechada nesse trecho por enquanto. O adiamento atende a uma solicitação feita por pacientes do Centro de Atenção a Saúde Prof. Dr. José Maria de Magalhães Neto (Cepred), que utilizam este ponto.

Ou seja, os ônibus continuarão parando para pegar passageiros no local nesse prazo de 15 a 20 dias, quando não serão feitas obras pesadas nesse trecho. Quando o ponto for desativado, os pacientes do Cepred terão como opção mais próxima e acessível o equipamento situado próximo à IURD. Para facilitar o deslocamento dos pacientes, a calçada entre o Cepred e a IURD foi requalificada e ampliada.  

Os demais pontos de travessia sobre pontes pelo canal já foram fechados e isolados pelos tapumes, por uma questão de segurança da população. Na pista marginal da área tapumada, os pedestres devem utilizar a calçada da direita. Na via principal, não é mais permitida a circulação a pé no sentido Lucaia. O ponto em frente ao Cidadela foi desativado. As pistas de acesso e saída da via marginal após o retorno da Polêmica já foram fechadas.

VEJA QUAIS SÃO AS MUDANÇAS REALIZADAS EM VIRTUDE DAS OBRAS DO BRT


Vale salientar que o limite de velocidade na Avenida ACM continua a ser de 70km/h, ou seja, não haverá alteração na medição dos radares. Nos trechos de entrada e saída de caminhões ao canteiro de obras, que serão sinalizados quando começar o fluxo de veículos pesados, a velocidade recomendada será de 40km/h, medida adotada em locais onde há intervenções de grande porte na cidade por uma questão de segurança.