Salvador

Prefeitura apresenta primeiro hospital exclusivo contra coronavírus

Objetivo do município é garantir, se necessário, 250 leitos para atender pacientes da pandemia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O Itaigara Memorial, no Caminho das Árvores, será o primeiro hospital que vai atender exclusivamente pacientes de casos mais graves do novo coronavírus (Covid-19). O equipamento foi apresentado neste sábado (28) pelo prefeito ACM Neto, ao lado do vice Bruno Reis, do secretário municipal de Saúde, Léo Prates, e do presidente da Câmara de Vereadores, Geraldo Júnior. A unidade, requisitada administrativamente pelo município para auxiliar no combate à pandemia, deve começar a funcionar no próximo dia 6. 

O hospital, com estrutura moderna, terá 47 novos leitos equipados para enfrentar o coronavírus, inclusive com respiradores. "Essa é uma unidade de ponta, que requisitamos para implantar os leitos, conforme as medidas que já tomamos via decreto. Nossa meta é implantar pelo menos 250 novos leitos para enfrentar a pandemia", afirmou o prefeito à imprensa. 

Esforços - O prefeito citou outros esforços da Prefeitura para ampliar o atendimento à saúde em função da pandemia. Ele lembrou, por exemplo, que a Prefeitura já fez a requisição administrativa do Wet'n Wild, onde serão instalados, inicialmente, 50 leitos. Hospitais contratualizados pela Prefeitura, como o Santa Izabel e o Português, também ampliaram os leitos (14 e 6 novos, respectivamente). 

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Prefeitura criaram 35 novos leitos, com os ajustes feitos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). E o Hospital Municipal terá 20 novos leitos. Todas essas unidades continuam atendendo pacientes em geral, ao contrário do Itaigara Memorial, que será exclusivo para o enfrentamento ao coronavírus. 

"Para custear essa ampliação do sistema de saúde, já determinamos o contingenciamento de R$230 milhões do orçamento municipal. E estamos buscando outras receitas, inclusive junto à iniciativa privada. Também aguardamos a liberação de recursos do governo federal, que não devem cobrir, entretanto, nem 30% de nossas despesas. Mas estamos fazendo a nossa parte. Não ficamos de braços cruzados esperando", disse ACM Neto. 

O prefeito citou como exemplo de recursos da iniciativa privada a contrapartida de R$12 milhões que a Tecom dará à cidade para a realização de obras no Porto de Salvador. "Esses recursos seriam destinados para a construção de um empreendimento no Porto na área de passageiros, voltado para o entretenimento e lazer. Mas suspendemos isso e