Salvador

Prefeitura substitui 200 carros alugados por táxis chamados por app

R$ 7 mi serão economizados por ano com substituição de veículos para servidores

Júlia Vigné, do Correio 24h

Cerca de R$ 7 milhões serão economizados anualmente dos cofres públicos de Salvador com o programa Prefeitura Vai de Táxi, que transportará servidores durante o período de trabalho, substituindo veículos que são alugados pela administração municipal pelo serviço de táxi. Da frota de 850 carros locados para representação de autoridades, fiscalização e uso administrativo, 200 serão substituídos pelo transporte de táxi, que será chamado pelo servidor através de um aplicativo.

Foto: Almiro Sena/Correio 24h

“São carros que rodavam menos de 3 mil quilômetros por mês. A gente fez as contas e viu que não valia a pena; só com motorista e gasolina se gastava muito mais. Eu ainda sou mais ousado e acredito que a gente consiga substituir os 350 carros administrativos e chegar na economia de R$ 10 milhões mensais”, afirmou Tiago Dantas, secretário municipal de Gestão.

De acordo com Dantas, a iniciativa está sendo estudada desde janeiro deste ano, quando ele tomou posse. “Um mapeamento de despesas de custeio foi realizado e identificamos que poderíamos atacar esses custos e obter um resultado de curto prazo com esforço controlado. Com isso, conseguimos diminuir R$ 7 milhões anuais sem tantos esforços administrativos”, disse o secretário.

A novidade foi lançada nesta segunda-feira (18) juntamente com a distribuição de alvarás para mototaxistas no Espaço Cultural da Barroquinha, no Centro Histórico. O projeto faz parte do programa Salvador 360, no eixo Cidades Inteligentes, e foi criado pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge), através da Diretoria de Modernização e Tecnologia da Gestão. Inicialmente, o aplicativo será implantado na Semge e outras secretarias em janeiro e deve chegar a toda a prefeitura em abril de 2018.

“O aplicativo irá permitir que funcionários públicos que tenham que se deslocar na sua área de trabalho peguem um táxi e rodem por toda a Salvador. Um grupo ganhou, desenvolveu o aplicativo, e todos os taxistas ligados a esse grupo poderão rodar. Com essa nova forma de transporte, teremos controle da hora que o servidor saiu, hora que chegou, tempo de deslocamento, dentre outras informações”, destacou o prefeito ACM Neto.

A empresa Alô Taxi foi a vencedora da licitação e irá dispor de pelo menos 350 veículos para atendimento dos servidores da prefeitura. Os servidores receberão uma senha pessoal para utilizar o aplicativo da Alô Taxi.

O gasto médio mensal com o transporte de servidores através do Prefeitura Vai de Táxi – que contará, além do aplicativo, com versão web e central de atendimento – será de R$ 4,2 mil. De acordo com a prefeitura, os custos do aluguel de veículo saem a R$ 7,2 mil mensais, somando combustível, fora a manutenção.

Para o diretor de Modernização da Gestão, Luis Gaban, o aplicativo irá possibilitar que a prefeitura gerencie seus gastos de transporte de forma mais efetiva, além de aquecer a economia local.

A fiscalização ficará por conta da Semge e da administração de cada órgão municipal.