Salvador

Professores da Ufba decidem manter greve, que se aproxima dos 100 dias

Dos professores presentes, 179 votaram pela continuidade da greve e 18 optaram pelo fim

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiram em assembleia nesta quinta-feira (3) continuar em greve, que começou há quase 100 dias - a data se completa no sábado. A assembleia aconteceu na Faculdade de Arquitetura, na Federação.


Dos professores presentes, 179 votaram pela continuidade da greve e 18 optaram pelo fim. Houve uma abstenção. Uma nova assembleia acontece no dia 15 de setembro. Há expectativa de uma nova rodada de negociações na semana que vem.



Em nota divulgada em agosto, a administração central da universidade afirma que tem feito "esforço significativo" para evitar o aumento do déficit da Ufba. A instituição reconhece o quadro de "restrições orçamentárias", mas diz que trabalha com o governo federal para superar as dificuldades. "A Ufba continuará viva e atuante". A universidade afirmou que o semestre letivo 2015.1 não será cancelado.   

Correio24horas

Tags: Ufba, Greve, Reunião