Salvador

Projeto Cinema Itinerante leva cinema ao ar livre para bairros de Salvador

Exibição do longa Um Sonho Possível, contou com a presença de aproximadamente 200 pessoas no Calabar

Giulia Marquezini (giulia.marquezini@redebahia.com.br)
- Atualizada em
Aproximadamente 200 pessoas acompanharam na noite de ontem a exibição do filme Um Sonho Possível, em frente a Base Comunitária de Segurança do Calabar. Pioneira, a faz parte do projeto Cinema Itinerante.

Para o Comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Anselmo Brandão, a presença dos moradores durante a exibição reflete a melhoria da relação entre PMs e comunidade. "Escolhemos um filme que retratasse o que os moradores vivenciam, principalmente, a possibilidade de superar os problemas e buscar um mundo melhor", afirmou.

Baseado numa história real, o longa, de 2009, contra a trajetória de um jovem adotado e as mudanças em sua vida após um acolhimento familiar. Ainda de acordo com o comandante-geral, desde novembro de 2013, o Calabar não registrou nenhum homicídio. "Se fosse em outro momento as pessoas não viriam", completou. 
A aposentada Maria Helena Machado não desgrudou os olhos da telona. "Se tivesse sempre uma ação desta, com certeza a comunidade iria adora. A segurança melhorou muito aqui, os policiais são gentis e dão aulas na base", ressaltou a moradora.

De acordo com o tenente Pinho, comandante da Base Comunitaria do Calabar, a relação com os moradores só tem melhorado. "Temos diversas atividades como aulas ministradas pelos próprios policiais de judô, informática, música e reforço escolar para crianças e adolescentes", afirmou. 

A dona de casa Luciene Santos, 33, assistiu ao longa com seus dois filhos. "Moro aqui há 15 anos e quero mais ações como esta pra comunidade. A base nos dá mais segurança", disse. A Base Comunitária de Segurança do Calabar foi inaugurada em abril de 2011. 

Ainda de acordo com o coronel Anselmo Brandão, a exibição de filmes ao ar livre, através do programa Pacto Pela Vida, chegará a outras bases comunitárias de Salvador e da Região Metropolitana mas não há um cronograma das próximas exibições. 
Correio24horas