Salvador

Protestos contra reforma da previdência deixam trânsito lento no Centro

Manifestantes saíram do Campo da Pólvora em direção à Praça da Piedade

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Os condutores que passam na Avenida Joana Angélica no fim da tarde desta segunda-feira (19) enfrentam lentidão por conta dos protestos contra a reforma da previdência. Segundo informações da Transalvador, o grupo que estava concentrado no Campo da Pólvora agora se desloca para a Praça da Piedade. Os manifestantes interditam três faixas da avenida, mas deixaram uma faixa no sentido Nazaré livre.

Homens da Polícia Militar acompanham o protesto e estimam que cerca de cem pessoas participam da manifestação.  O ato acontece de forma pacífica. Mais cedo, a Central Única dos Trabalhadores (CUT-BA) havia informado que não tinha a intenção de deslocamento, já que o objetivo seria dialogar com a população.

Foto: Reprodução
O serviço de ônibus funciona normalmente. Apesar de na manhã desta segunda uma garagem ter sido fechada, o transporte coletivo continua funcionando regularmente durante o período da tarde. A informação é do Consórcio opera o serviço de ônibus na capital baiana.

Congestionamento

A manhã desta segunda-feira (19) começou com transtorno para quem precisava se deslocar pela capital baiana. Por volta de 7h, manifestantes bloquearam o trânsito na região do Iguatemi - as pistas foram fechadas nos dois sentidos, e as liberaram às 9h. Por conta do protesto, as avenidas ACM e Paralela ficaram congestionadas no início da manhã. Também foi registrada manifestação no Porto de Aratu e na Rótula do Abacaxi, e na Região Metropolitana de Salvador, como na Via Parafuso, onde um grupo queimou pneus e bloqueou a pista.