Salvador

Restaurantes Populares iniciam entrega de quentinhas nesta quarta-feira (25)

Ação é adotada para evitar a aglomeração de pessoas nas unidades durante o período de pandemia do novo coronavírus

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Foi iniciada nesta quarta-feira (25) a entrega de quentinhas nas duas unidades dos Restaurantes Populares mantidas pelo Governo do Estado em Salvador. A ação é adotada para evitar a aglomeração de pessoas nas unidades durante este período de pandemia do novo coronavírus.

Os restaurantes ficam localizados nos bairros da Liberdade e Comércio, e fornecem 4.945 refeições, diariamente. Para ter acesso à refeição, a população paga o valor simbólico de R$ 1. O funcionamento é das 10h às 14h30. 

Foto: Ítalo Oliveira/ASCOM SJDHDS

De acordo com Anielson Santos, coordenador de segurança alimentar da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), órgão responsável pela administração das unidades, uma série de cuidados foi adotada, a exemplo da orientação sobre o espaçamento entre as pessoas nas filas.

“Pelo fato do restaurante popular ser muito requisitado pela população, adotamos a estratégia da não suspensão do atendimento. Por isso a entrega de quentinhas com o mesmo quantitativo que é realizado normalmente. Pedimos à população que venha imbuída com o sentimento de cuidado e, ao chegar aqui, mantenha a distancia mínima recomendada, que é de 1,5 metro. Nossos profissionais estão aqui orientando a todos. Este é um trabalho conjunto", afirmou.

Na retirada das quentinhas, a população é orientada a consumir a refeição em até duas horas. As crianças menores de 5 anos são atendidas gratuitamente. No Restaurante Popular do Comércio são oferecidas 2.645 refeições, e na unidade da Liberdade 2.300.

Para o jardineiro Valnei Oliveira, a decisão é positiva. “É muito importante que eles estejam ligados nessa prevenção. Inicialmente, eu levava essa situação na brincadeira, mas já entendi que o coronavírus é algo muito sério. Cabe a gente ter cuidado e se prevenir para não pegar o vírus. Esse almoço aqui também ajuda a gente que não tem condições financeiras”, disse.