Salvador

Rodoviário morre ao ser atropelado por ônibus na Av. Suburbana

Acidente aconteceu na frente da garagem da empresa Boa Viagem, enquanto colega de trabalho manobrava coletivo

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Um rodoviário morreu ao ser atropelado por ônibus, conduzido por um colega de trabalho, na noite desta terça-feira (5). Segundo informações da Central de Polícia, o acidente aconteceu por volta das 21h30 na frente da garagem da empresa Boa Viagem, na avenida Suburbana, em Salvador. A vítima, que ainda não teve a identidade divulgada pela polícia, trabalhava no local. A morte do rodoviário foi confirmada pela 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Paripe), que está no local do crime aguardando a chegada do Departamento de Polícia Técnica (DPT). De acordo com o subtenente Carlos Santana, que atua como coordenador da companhia, um colega de trabalho da vítima manobrava um coletivo da empresa quando atingiu o rodoviário acidentalmente. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve na garagem da empresa Boa Viagem, porém a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo do rodoviário deve ser encaminhado ao DPT, onde passará por perícia antes de ser liberado para os familiares. Dois homens são mortos a tiros em Salvador e na Região Metropolitana

Ainda na noite desta terça-feira (5), dois homens foram assassinados em Salvador e São Sebastião do Passé, na Região Metropolitana de Salvador. O primeiro crime aconteceu por volta das 19h30 na localidade de Maragangalha, em São Sebastião do Passé, quando um rapaz de 23 anos foi morto a tiros. Ele foi identificado como José Sandro dos Santos. O jovem foi atingido por diversos disparos de armad e fogo e morreu no local. Já no bairro de São Cristóvão, em Salvador, um homem foi baleado em via pública, nas proximidades do final de linha. Ele morreu no local, e ainda não foi identificado pela polícia. Ainda não há mais informações sobre a autoria e motivação dos crimes, que serão investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Correio24horas