Salvador

Rodoviários param de entrar nas estações de ônibus em protesto nesta quarta (8)

Categoria quer que cartão de transporte dos trabalhadores funcione no metrô

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Os ônibus de Salvador não estando entrado nas cinco estações de transbordo e integração com o metrô na manhã desta quarta-feira (8). A decisão dos rodoviários é em protesto às empresas de ônibus que, segundo a categoria, não estão cumprindo o acordo coletivo em relação ao vale transporte dos trabalhadores. Por contado protesto, pontos de ônibus foram improvisados fora das estações de Mussurunga, Acesso Norte, Lapa, Pirajá e Rodoviária.

Foto:Divulgação

Segundo o sindicato, o cartão de transporte dos rodoviários não funciona no metrô. Eles não informaram por quanto tempo o protesto vai durar. "Nós estamos tentando ver se abrem o diálogo. Estamos há um ano tentando dialogar com Setps, governo do estado, prefeitura e CCR Metrô e não tivemos êxito. Nós fazemos a integração dos passageiros e nós mesmos não temos integração. Deveríamos ter acesso ao metrô como todo trabalhador. Chegamos ao nosso limite, pois estamos pagando para ir trabalhar há um ano", reclamou Daniel Mota, vice presidente do sindicato.

Nesta terça-feira (7), o secretário de mobilidade Fábio Mota disse ao CORREIO que as empresas podem ser multadas caso os rodoviários não parem nos pontos - os terminais são considerados paradas de ônibus. Segundo a Semob, a multa por não parar em um ponto de ônibus durante uma viagem é 200 vezes o valor da passagem - atualmente, a infração custaria R$ 720. O valor seria multiplicado por quantas vezes o ônibus deixar de parar no ponto em questão por dia.