Salvador

Salvador deve ter ventanias de até 61 km/h até quinta, alerta Marinha

Entre Caravelas e Natal há previsão de mar grosso, com ondas de até 4,5 metros

Redação Correio 24h

A Marinha divulgou nesta quarta-feira (5) previsão de vento forte, com rajadas de até 61 km/h, entre Salvador e Natal, capital do Rio Grande do Norte, da noite de hoje até as 21h desta quinta-feira (6). O aviso foi emitido pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM).

O órgão ainda emitiu outros alertas. Entre Caravelas, no extremo-sul baiano, e Natal, deve haver mar grosso, com ondas entre 3 e 4,5 metros, até as 21h do sábado (8).

Entre Porto Seguro e João Pessoa (PB), a previsão é de ressaca com ondas de até 2,5 metros das 21h de hoje até 9h de domingo (9).

Em nota, a Marinha informa que "permanece atenta à situação do tempo" e que o 2º Comando Naval deverá ser acionado em caso de necessidade para alguma emergência. Pedidos de auxílio podem ser feitos também para o Serviço de Busca e Salvamento Marítimo (Salvamar).

Veja os contatos, para caso de necessidade:


Capitania dos Portos da Bahia: (71) 3507-3777
Delegacia da Capitania dos Portos em Porto Seguro: (73) 3421-2050
Delegacia da Capitania dos Portos em Ilhéus: (73) 3222-5100
Salvamar Leste: 0800 284-3878

O que está acontecendo?

Apesar de os ventos fortes serem característicos do Inverno baiano, meteorologistas explicam que uma massa polar no oceano é a principal causa para a ventania intensa. Segundo a agência Climatempo, as rajadas de vento em Salvador devem ficar em torno de 60 km/h para os próximos dias - quando a média na capital baiana é de cerca de 10km/h.

“Essas rajadas ocorrem todos os anos, mas não todos os dias do mês. Sempre tem ocorrência em algum momento do mês e isso volta a se repetir todos os anos. Em alguns, com maior intensidade quando tem alguns fenômenos que provocam”, explica a Claudia Valéria. O alerta de perigo potencial segue hoje.

Em Salvador, é comum que as rajadas aconteçam durante a noite, na madrugada e no início do dia, mas podem acontecer a qualquer hora, segundo a meteorologista.

A massa polar no oceano, que incide diretamente no continente, associada aos ventos fortes e à umidade elevada, segundo o Climatempo, contribui também para que a sensação térmica seja menor aqui.

Não por acaso, a queda de temperatura nos últimos dois dias virou motivo de piada nas redes sociais. Houve quem associasse o friozinho à proximidade da estreia da nova temporada de Game of Thrones e até a personagem Elsa, a Rainha da Neve, de Frozen. Seja quem for o “culpado”, muita gente resgatou os casacos do fundo do armário.

Segundo a meteorologista Marília Nascimento, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em Salvador a sensação térmica deve ser, pelo menos, 2°C abaixo da temperatura registrada. “Aumenta um pouco o frio. O vento influencia, diminuindo a sensação da temperatura. E quando a temperatura é mais baixa, a sensação térmica é menor ainda”, explica.