Salvador

Salvador ganhará polo de economia criativa; saiba mais detalhes

Empresas LightHouse, Agogô, Califórnia Filmes, MS Decorações e Esc Participações se unem para gerir equipamento

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Salvador terá um polo de economia criativa a partir deste ano. O espaço, que está sendo construído no Terminal Marítimo, no bairro do Comércio, funcionará como uma plataforma de negócios para fomentar o desenvolvimento das empresas e a produção e distribuição de bens e serviços que usam o capital intelectual, a criatividade e cultura como insumos primários. A novidade foi publicada no Diário Oficial do Município, no dia 8 de dezembro de 2020. 

De acordo com o documento, o Consórcio Doca 1, formado pelas empresas LightHouse, Agogô, Califórnia Filmes, MS Decorações e Esc Participações, venceu a licitação para explorar o local. A vigência do contrato de concessão é de 22 anos com outorga fixa de R$ 165 mil em parcela única. 

O Doca 1 será operado, gerido e mantido pelo vencedor, que deverá também promover serviços de coworking, capacitação, cursos, consultoria e oficinas. Sobretudo, deverá investir na base da pirâmide do setor em Salvador, disponibilizando cursos gratuitos e espaços para artistas com potencial de se desenvolverem, promovendo desde a gravação de um clipe ou uma consultoria direta.

Como contrapartida da Prefeitura, o consórcio irá recepcionar no Doca 1 programas município como o Casa Salvador, ambiente que estimula a produção de conteúdos com foco em música, entretenimento, humor e estilo de vida, e o Salvador Filmes, iniciativa que visa a implantação de uma agência de fomento e uma film commission para trabalhar estímulo e articulação na produção de filmes.