Salvador

Salvador: prefeitura prorroga decreto que suspende aulas na rede pública e privada

Também foi prorrogado, pelo prazo de 15 dias, as medidas para a contenção da Covid-19 nos estabelecimentos de call center; saiba mais

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A realização de atividades de classe das redes municipal e privada de ensino permanecem suspensas até o próximo dia 26 de janeiro. A decisão da Prefeitura de Salvador foi publicada nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial do Município e faz parte das ações de enfrentamento ao novo coronavírus. 

Também foi prorrogado, pelo prazo de 15 dias, as medidas para a contenção da Covid-19 nos estabelecimentos de call center. As regras envolvem: redução em 30% do número de funcionários e proibição de trabalho presencial a colaboradores que fazem parte do grupo de risco, tais como idosos com idade acima de 60 anos, pessoas com histórico de doenças respiratórias e crônicas, gestantes, ou que utilizam medicamentos imunossupressores. 

Ainda conforme o decreto, segue proibida até o dia 26 a realização de qualquer ação que implique em emissão sonora, através de quaisquer equipamentos, em logradouros públicos ou estabelecimentos particulares. O Mercado Municipal Antônio Lima, na Liberdade, também deve ficar fechado até a data. 

Por fim, os mercados e supermercados devem manter o horário especial para atendimento exclusivo de idosos, pessoas com diagnóstico de câncer e em uso de medicamentos imunossupressores, das 7h às 9h.